Paolo Guerrero, atacante de 34 anos, estrela absoluta da seleção do Peru, tem o seu contrato com o Rubro-Negro da Gávea até a data de 10 de agosto deste ano. Todavia, o seu ciclo no time do Flamengo parece caminhar para o fim definitivo.

Tanto os representantes do atleta quanto a diretoria do clube negociavam até a última semana uma renovação, sob o aguardo da decisão final a ser dada pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte). Este fato ocorreu na última segunda-feira, dia 14 de maio, ampliando a suspensão do atacante para 14 meses devido ao uso de substância proibida. Guerrero já está sem jogar há seis meses.

Após a decisão, o contrato com o atacante foi suspenso pela segunda vez.

Diante disso, o jogador parece não estar apto para uma nova negociação. Tudo isso por um episódio semelhante já ocorrido: um dos motivos que estava travando a primeira era justamente o fato de o Flamengo já ter anteriormente suspendido o contrato com o peruano. Essa atitude desagradou e muito o jogador Paolo Guerrero.

Imediatamente o atacante ameaçou romper suas relações com time. Exigiu também que fossem pagos os salários retroativos que eram referentes aos três meses em que o seu contrato havia sido suspenso. Com respaldo na legislação, a suspensão do contrato é prevista se o jogador ficar por mais de 90 dias sem atuar por atos por ele mesmo provocados.

Com isso, ocorre também a desvinculação da atividade profissional do atleta com o clube. No caso específico do contrato de trabalho entre o peruano Paolo Guerrero e o time do Flamengo, já havia a previsão de suspensão do contrato em casos de desvinculação de atividades profissionais.

Diante do histórico já existente, os empresários do peruano estão decididos a não tentar uma renovação de contrato com o Flamengo. Isso faz com que Paolo Guerrero se despeça definitivamente do futebol carioca. A partir de agora, ele se encontra livre no mercado e, segundo informações, já teria recebido propostas de clubes chineses.

Com isso, o torcedor rubro-negro se mostrou bastante chateado. A notícia tomou conta das redes sociais, com muitas pessoas lamentando a decisão, tanto do TAS quanto do Flamengo. Guerrero chegou a atuar em uma partida pelo Campeonato Brasileiro [VIDEO], levando a torcida à esperança de poder contar novamente com o atacante, que, para muitos, tem faro de gols.

Qual seria, portanto, a opinião do torcedor? Teria a diretoria do Flamengo agido da maneira mais correta?