O técnico Fábio Carille não foi definitivo no seu posicionamento sobre o interesse do Al-Hilal, da Arábia Saudita, disposto a pagar uma enorme quantia em dinheiro para levar o comandante do Corinthians. Nesta quinta-feira, logo depois da goleada por 7x2 sobre o Deportivo Lara pela Libertadores, o treinador despistou sobre o tema.

Publicidade
Publicidade

"Não chegou nada de oficial dessa vez. Já conversei com o meu empresário e estou tranquilo. Desde sempre sou claro com a diretoria e estou tranquilo no Corinthians", disse.

Na temporada passada, ao ser questionado sobre um eventual interesse da China, Carille disse que "nem um caminhão de dinheiro" seria capaz de tirá-lo do Corinthians. Agora, ele brincou sobre a resposta.

"Um caminhão não tira. Mas agora podem ser dois. Conversa diferente. Por um não vou, por dois eu posso pensar", brincou.

Proposta do exterior mexe com Carille
Proposta do exterior mexe com Carille

O pai de Carille, Joaquim Pereira Araújo, admitiu em entrevista ao Globoesporte.com que o filho disse estar perto de deixar o clube. A imprensa árabe aponta o nome do brasileiro como um dos mais cotados para assumir o Al-Hilal. No Corinthians, Fábio Carille tem trilhado um caminho de enorme sucesso com o bicampeonato paulista 2017/18 e o título do Brasileirão de 2017.

Leia tudo