Tentando se manter alheio ao momento conturbado na política do clube, o elenco do futebol profissional do Fluminense realizou, na manhã deste sábado, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o seu treino final antes do confronto de domingo, às 19h (de Brasília), no Maracanã, diante do Atlético-PR, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

A atividade durou pouco mais de uma hora e foi dividida em três partes. Inicialmente, o técnico Abel Braga orientou a posse de bola e a movimentação dos jogadores, tanto defensiva quanto ofensivamente. Logo em seguida, dirigiu um trabalho em espaço reduzido.

No fim, liberou o grupo para o tradicional recreativo de véspera de partidas, antes de comandar um treinamento de conclusões.

Após o treino, elenco e comissão técnica seguiram para o hotel que serve de concentração para o Fluminense e é localizado nos arredores do CT Pedro Antônio.

Existia a possibilidade de o zagueiro Roger Ibañez, recuperado de uma lesão muscular, sofrida ainda na primeira rodada do Brasileirão (derrota de 2 a 1 para o Corinthians, em São Paulo), voltar ao time. No entanto, alegando necessidade de aprimorar a parte física, Abel vetou o seu aproveitamento. Sendo assim, a tendência é pela manutenção o trio defensivo formado por Gum, Renato Chaves e Luan Peres.

Quem não vai a campo é Ayrton Lucas. Por conta de um estiramento muscular na coxa direita, acontecido no clássico da última segunda, quando o Fluminense, no Nilton Santos, perdeu de 2 a 1 para o Botafogo, o jovem lateral-esquerdo só poderá ser novamente aproveitado depois da próxima Copa do Mundo, na Rússia.

Marlon será o seu substituto.

Outra novidade deve vir no ataque. Apresentando um desempenho bem aquém em relação ao início da temporada, Marccos Júnior corre o risco de ser barrado. Nesse caso, Pablo Dyego, Robinho e Matheus Alessandro disputariam a preferência do técnico Abel Braga para formar a dupla com o artilheiro da equipe, Pedro.

Diante dessa dúvida, o provável Fluminense [VIDEO] para domingo é o seguinte: Júlio César; Renato Chaves, Gum, Luan Peres; Gilberto, Richard, Jádson, Junior Sornoza e Marlon; Marcos Júnior (Matheus Alessandro ou Pablo Dyego ou Robinho) e Pedro.

Somando sete pontos, o Flu, no momento, ocupa o nono lugar e uma vitória sobre o Furacão (denominação popular do Atlético-PR [VIDEO]) pode levar a agremiação das Laranjeiras a ficar muito perto do G-4, grupo dos classificados para a próxima Taça Libertadores, do Brasileirão.