O técnico da Seleção Brasileira [VIDEO], Tite, convocou os 23 jogadores que irão defender a na Copa do Mundo da Russia. Desse total, apenas três atuam no Futebol brasileiro: o zagueiro Pedro Geromel, do Grêmio, o goleiro Cássio e o lateral-direito Fagner, ambos do Corinthians.

Os últimos jogadores do Corinthians convocados para uma Copa do Mundo foram o lateral Gustavo Nery e o meia Ricardinho, quando ambos defenderam a camisa da seleção na Copa da Alemanha, em 2006, quando o Brasil foi eliminado pela França, jogo válido pelas quartas de final daquele torneio.

A Copa do Mundo de 2010 foi disputada na África, e o Brasil, eliminado pela Holanda, mais uma vez nas quartas de final, não contou com nenhum jogador do timão.

A Copa seguinte, jogada no Brasil, em 2014, que marcou o maior fiasco da história da seleção canarinho em Copas do Mundo, também não contou com a participação de nenhum jogador corinthiano.

Dessa feita, foram duas Copas sem a presença de jogadores do Corinthians na seleção brasileira. Com a convocação dos dois defensores do time paulista, feita pelo técnico Tite, esta escrita está quebrada.

Um prêmio para o melhor sistema defensivo do futebol brasleiro

A convocação de um goleiro e de um lateral é a prova clara da consolidação de que o sistema defensivo do Corinthians é o melhor do país, desde a chegada de Mano Menezes ao clube em 2008, quando o técnico implantou um sistema de marcação ao qual todos têm o comprometimento de marcar. Com esse método, o time vem sofrendo poucos gols e ganhando os campeonatos.

Não à toa o time paulista tornou-se o clube mais vitorioso do país das duas últimas décadas. De 2008 pra cá, após à implantação desse forte sistema defensivo, o Timão venceu os campeonatos paulistas [VIDEO] de 2009, 2013, 2017 e 2018; a Copa do Brasil de 2009; Os brasileiros de 2011, 2015 e 2017; a Libertadores e o Mundial de 2012, além da Recopa Sul-americana, em 2013.

A posse de bola é o grande segredo desse time que consegue se organizar e rodar a bola. Por vezes, a equipe deixa a posse de bola para o time adversário e se arma para dar o bote fatal. O time parece gostar de sofrer, mas acaba com esse sistema tomando poucos gols e vencendo os jogos e os campeonatos.

Após Mano Menezes, outros profissionais passaram pelo clube, a exemplo do hoje técnico da seleção, Tite, que se firmou como o técnico mais vitorioso da história do clube.

Hoje, o técnico do Corinthians, Fábio Carille, a cada conquista, ressalta o trabalho se seus antecessores, principalmente Tite e Mano Menezes, este último o grande responsável pela implantação desse sistema que se mostra tão eficiente no Corinthians e que acaba de ser premiado com a convocação de dois de seus maiores expoentes.