O Campeonato Brasileiro teve, neste final de semana, sua segunda troca de comando. Depois de perder para o Vitória por 2 a 1, a diretoria do Ceará decidiu pela demissão técnico Marcelo Chamusca. No entanto, o Vozão não ficou muito tempo à deriva e nesta segunda-feira (21), foi anunciada a contratação de Jorginho, cujo último trabalho havia sido no Bahia, durante o Brasileirão do ano passado.

Ainda sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Ceará acumulou neste domingo (20), sua terceira derrota em seis jogos no Brasileirão, o que mantém a equipe nordestina dento da zona de rebaixamento, na 19º posição, com 3 pontos, à frente apenas do Paraná Clube, que tem dois.

Junto com Chamusca, também saíram o auxiliar-técnico Caé Cunha e o preparador físico Roger Gouveia.

Dirigindo o Ceará há 11 meses, Chamusca foi responsável por trazer o time de volta à Serie A do Campeonato Brasileiro. Ele deixa o time com aproveitamento positivo: em 64 partidas, foram 34 vitórias, 17 empates e 13 derrotas. Neste ano, ainda conquistou o título do campeonato estadual, porém o time não conseguiu fazer a equipe continuar com bom rendimento.

O acesso no ano passado fez com que Chamusca se tornasse o primeiro técnico a subir nas três divisões do Campeonato Brasileiro. [VIDEO] Além de levar o Vozão da B para a A, ele também havia conduzido o Guarani da C para a B em e o Salgueiro da D para a C.

Jorginho vem aí

Nesta segunda-feira (20), o Ceará anunciou Jorginho como novo técnico para a sequência do Campeonato Brasileiro.

O treinador de 53 anos e pentacampeão com a Seleção Brasileira em 1994, chegará com a missão de tirar a equipe do Z-4. Além disso, ele indicará reforços e também avaliará o elenco, a fim de promover possíveis dispensas.

Um dos pontos que o treinador terá que corrigir é o ataque, que é um dos piores da competição, tendo marcado apenas três vezes. Já a defesa, com 10 gols sofridos, só não é mais vazada do que a de Vitória e Paraná, que levaram 11.

A estreia de Jorginho no banco do Ceará será no próximo domingo (27), quando o time recebe o Grêmio, às 19 horas, no estádio Castelão.

Segunda troca no Campeonato Brasileiro

As trocas de treinadores ainda seguem tímidas nesse início de Brasileirão e antes de Chamusca, apenas Nelsinho Baptista, que estava no Sport Recife, havia deixado o cargo, não tanto pelos resultados, mas sim, por conta de desentendimentos com a diretoria do Leão. Sua saída se deu após empate diante do Botafogo.