Visando se reforçar para a próxima temporada, o Liverpool já começou a movimentar o mercado da bola. Mesmo que a janela de transferências europeias se inicie apenas em julho, o time do técnico Jurgen Klopp sabe que precisa se reforçar se quiser disputar o título da Liga dos Campeões na próxima temporada. A equipe disputará a fase de play-offs, já que ficou apenas em 4° lugar no Campeonato Inglês.

De acordo com o jornal inglês The Telegraph, Fabinho custou cerca de 50 milhões de euros aos cofres do time inglês, o que equivale a cerca de 216 milhões de reais.

A primeira contratação anunciada pelos Reds foi a do lateral direito Fabinho, revelado pelo Fluminense.

O jogador chega a Inglaterra graças a ótima temporada feita no Mônaco, vice-campeão francês e que irá disputar a próxima edição da Liga dos Campeões. Apesar de ser um dos melhores laterais brasileiros em atividade, o jogador nunca disputou uma partida sequer pelo tricolor, sendo escalado pela primeira vez em 2012, em partida diante do Corinthians. O atleta ficou no banco de reservas naquela oportunidade.

Ainda em 2012, o defensor foi contratado pelo Rio Ave, time inexpressivo da primeira divisão de Portugal. Logo foi emprestado ao Real Madrid B, e conseguiu chegar a equipe principal dos Merengues em 2013, onde fez poucos jogos. Em 2014 foi emprestado ao Mônaco, onde disputou 224 jogos e fez 30 gols.

Fabinho chega ao Liverpool para substituir o alemão Emre Can, que deve ser anunciado em breve pela Juventus, da Itália.

Can foi reserva durante parte da temporada, inclusive na final da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid.

O gol é prioridade

Com duas falhas bizarras na final da Liga dos Campeões [VIDEO], o goleiro Karius não deve ter vida longa na meta titular do Liverpool. Isso por que a equipe já está no mercado buscando nomes para resolver o problema, que se iniciou a alguns anos atrás, já com Mignolet, que nunca inspirou confiança.

De acordo com o jornal The Mirror, o time inglês está disposto a pagar [VIDEO] a multa para tirar o goleiro Oblak, do Atlético de Madrid. O valor gira em torno de 100 milhões de euros (cerca de R$ 427 milhões de reais). Caso a negociação não evolua, a segunda opção é Alisson, goleiro da Roma e da Seleção Brasileira. O problema é que a Roma está em negociações avançadas com Alisson para a renovação de seu contrato, contrato este que, inclusive, deve ser bem longo.

A diretoria dos Reds quer um goleiro que esteja a altura dos títulos que o clube venha a disputar.