Durante toda a sua gestão na Seleção Brasileira até o presente momento, o técnico Tite confiou em Daniel Alves [VIDEO] como o titular absoluto da lateral-direita. Fatalmente o jogador do PSG, da França, manteria essa condição durante a Copa do Mundo da Rússia, não fosse uma grave lesão no joelho.

O lance ocorreu na última semana, na vitória do PSG sobre o Les Herbiers, na final da Copa da França. Já no final do duelo, o brasileiro sentiu dores no joelho e exames posteriores, confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), indicaram a gravidade da lesão - uma desinserção do ligamento cruzado do joelho direito -, que o obrigará a ficar afastado por cerca de seis meses.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Seleção Brasileira

"Eu tenho muita confiança nesse grupo atual da seleção, pois temos jogadores que dão sempre o máximo de si. Vai dar tudo certo. Já deu. Eu vou ficar na torcida. Não poderei estar ajudando de dentro, mas estarei apoiando de fora.

Estou com a alma em paz", garantiu o ex-jogador do Barcelona.

Aos 35 anos, Daniel Alves [VIDEO] se aproximava de disputar a sua terceira Copa do Mundo ao longo de sua vitoriosa carreira. Antes, ele integrou o elenco de 2010, sob comando de Dunga, e o da Copa de 2014, no Brasil, comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari.