Quem esperava um Gre-Nal repleto de gols e bela jogadas neste sábado, na Arena, certamente se decepcionou. Mas isso não quer dizer que o famoso clássico gaúcho, dessa vez válido pela quinta rodada do Brasileirão, tenha sido sem emoção. Pelo contrário: com polêmicas e confusões, o duelo acabou terminando em 0x0.

Favorito, o Grêmio manteve o seu habitual jeito de jogar com ampla posse de bola e troca de passes.

No entanto, não conseguiu envolver facilmente o adversário e também criou poucas chances de gol - bem ao contrário do que fez nos jogos recentes contra o Cerro Porteño e o Santos, também na Arena.

Pressionado amplamente por sua torcida ao longo da semana, o Inter sabia que iria precisar de um bom resultado para recuperar a confiança dos colorados. Então, o técnico Odair Hellmann armou um forte esquema defensivo e saiu satisfeito com o placar de 0x0.

Uma das grandes polêmicas da tarde em Porto Alegre foi a arbitragem de Wilton Sampaio, que virou alvo dos gremistas por não ter assinalado três pênaltis que os azuis consideraram existentes: um em Bruno Cortez, outro em Luan e mais uma bola batida na mão do zagueiro colorado Víctor Cuesta.

Após o jogo, em entrevista aos jornalistas na zona mista da Arena, o presidente gremista Romildo Bolzan Jr disparou contra a arbitragem e falou em "escândalo" ao resumir as decisões do juíz ao longo da partida - observe um trecho do depoimento do mandatário tricolor:

O Grêmio também reclamou em demasia da postura apresentada pelo Inter.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Brasileirão

O capitão gremista Maicon, por exemplo, criticou uma suposta "cera" feita pelos colorados ao longo do jogo inteiro e criticou a demora do goleiro vermelho Danilo Fernandes em fazer as reposições de bola.

"Foi muita cera o jogo todo. O Danilo, goleiro deles, ficou 90 minutos fazendo cera. Se é com o nosso goleiro, o Marcelo, é cartão vermelho, como já aconteceu outra vez", lamentou o capitão gremista.

Do lado do técnico Renato Gaúcho, a crítica foi ainda mais veemente. O comandante tricolor reclamou da postura defensiva do Inter na sua coletiva de imprensa e disse que o jogo aconteceu entre "um time grande, de primeira divisão, contra uma equipe de segunda".

Briga entre D'Alessandro e Luan marca fim de jogo

Por conta de dores musculares, o meia e habitual capitão colorado Andrés D'Alessandro sequer jogou o clássico Gre-Nal 416 e permaneceu no banco de reservas durante os 90 minutos.

Mas, ainda assim, fiel ao seu estilo, arrumou uma confusão antes de deixar o estádio.

Assim que a arbitragem encerrou o duelo, D'Ale entrou no gramado e se envolveu em uma confusão com camisa 7 gremista Luan. As imagens das câmeras que transmitiam o Gre-Nal mostraram claramente o argentino acertando com a sua mão direita o pescoço do jogador do Grêmio. Observe abaixo e tire suas dúvidas:

O próprio presidente gremista Romildo Bolzan se mostrou insatisfeito com a conduta apresentada por D'Alessandro.

Além de dizer que o atleta colorado era "reincidente" nesse tipo de caso, o mandatário tricolor chamou D'Ale de "arruaceiro".

Com mais um ponto conquistado, o Grêmio foi para 8 pts e subiu para o 2° lugar, mas fatalmente perderá posições com o complemento da rodada nos jogos deste domingo e de segunda-feira. Já o Inter se manteve no 13° lugar, mas agora com 5 pontos - o colorado segue sem fazer gol desde a vitória na estreia do nacional contra o Bahia, em que venceu por 2x0 no Beira-Rio.

Na terça-feira, com time misto, o Grêmio visita o Monagas na Venezuela pela Libertadores. Pelo Brasileirão, enfrenta fora de casa o Paraná no domingo. Já o Inter recebe a Chapecoense na próxima segunda-feira, a partir das 20h.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo