Um jogador de Futebol do clube Defensores de Belgrano, do Série B, foi preso na quinta-feira (10), em Grand Bourg, na Argentina, acusado de ter abusado sexualmente e espancado o enteado de 5 anos. O acusado de ter cometido o crime é Gonzalo César Aguirre, de 22 anos, que disse aos investigadores que o menino havia se machucado enquanto tomava banho. [VIDEO]

Depois, ele finalmente confessou o que aconteceu diante dos investigadores devido à quantidade de evidências contra ele. O fato, que foi investigado pela Unidade Funcional de Instrução 22 das Malvinas Argentinas, começou na tarde do último dia 8, quando Aguirre chegou ao Hospital de Grand Bourg com a vítima desacordada.

O homem disse aos médicos que o menino havia caído na banheira. A vítima foi levada imediatamente para a sala de tratamento intensivo, onde os médicos tentaram reanimá-lo, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. [VIDEO]

As investigações apontaram que Aguirre estava tendo um relacionamento com a mãe da vítima há cerca de nove meses. A mãe do garoto, Evelyn Ayelen Brites, de 20 anos, teve o filho Santino de um relacionamento anterior, que habitualmente cuidava da criança junto com o acusado.

O promotor Fabricio Iovine ordenou uma autópsia no corpo da vítima e foi constatado que ela levou uma surra brutal e também havia sinais de abuso sexual. De acordo coma a polícia, o jogador foi preso enquanto estava dirigindo pela Rota 197, em Grand Bourg, pela equipe da 1ª delegacia de polícia das Malvinas Argentinas, que trabalhou sob as ordens do superintendente da Zona Norte, o chefe de polícia Hugo Natiello.

Aguirre, no começo, negou as acusações [VIDEO], mas, confrontado pelas provas, acabou confessando o crime. A princípio, os investigadores asseguraram que a mãe da criança não tem qualquer relação com a investigação, apesar de continuar a tentar determinar se ela sabia que houve algum tipo de abuso por parte de Aguirre ao filho e não o denunciou.

Em nota, o clube fez uma declaração oficial, que dizia: "A diretoria e a comunidade esportiva do Club Atletico Defensores de Belgrano expressam sua profunda dor e consternação com o assassinato covarde. Nós nos solidarizamos com a família enlutada, totalmente repudiando o que aconteceu e esperando que a justiça resolva esta terrível situação.”

Outro caso de estupro semelhante

Um homem foi preso pela polícia acusado de abusar sexualmente da filha de 14 anos. O crime foi registrado na cidade de Juiz de Fora (MG). A prisão do suspeito aconteceu na sexta-feira (11).

De acordo com a polícia, os abusos começaram quando a vítima tinha 13 anos. O crime veio à tona após a adolescente relatar os abusos para uma tia, que acionou o Concelho Tutelar da cidade, que denunciou o caso à polícia, relatando os abusos que a vítima sofria. Conforme relatos, o acusado, que não teve o nome revelado, já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime. O caso está sendo investigado.