O Palmeiras enfrenta o Corinthians no próximo domingo em Itaquera, Zona Leste de São Paulo. O jogo é válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O último treinamento visando o jogo será neste sábado na Academia de Futebol.

Nesta sexta, o técnico Roger Machado comandou treino fechado. Concedeu coletiva para os jornalistas e depois os profissionais de imprensa tiveram que deixar o local. Machado já definiu quem será o substituto de Felipe Melo, suspenso por cartão amarelo.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Thiago Santos começará o Derbi como titular.

Ele vai voltar?

No começo do ano, a diretoria do Palmeiras negociou o meia Vitinho com o Barcelona. O jogador viajou por empréstimo.

O clube catalão viu no atleta enorme esperança de investimento e retorno. O Palmeiras fixou o valor do passe antes do contrato.

Porém a temporada de Vitinho na Espanha não é boa. O Barcelona-B está perto de ser rebaixado e precisa vencer e somar pontos nas últimas quatro rodadas da competição. Internamente a diretoria acredita que o desempenho do time não vai interferir no negócio. O clube espera concluir a venda do atleta em dezembro.

Se por ventura não acontecer o negócio, o Barça vai avisar o Palmeiras com antecedência. O Verdão vai consultar o técnico Roger Machado se existe possibilidade de contar com o meia no elenco. Se a resposta for positiva, Vitinho é integrado.

A grande questão é que, se realmente for incorporado ao elenco, Vitinho pode ser a quarta opção. Moisés, está em recuperação, é reserva de Lucas Lima.

O jovem Hyoran vem logo na sequência. Ou seja, as chances de jogar serão remotas.

Alguém de dentro do Palmeiras

Leila Pereira, presidente da Crefisa, concedeu algumas entrevistas nesta sexta-feira. Falou sobre a mudança contratual [VIDEO]do Palmeiras e sobre tudo que permeou essa mudança.

A empresária disse que saiu de dentro do clube a denúncia de que o Palmeiras estava recebendo valores da Crefisa em qualquer tipo de caracterização. A Receita Federal [VIDEO]apurou e entendeu que a financeira fazia empréstimos ao clube. Uma multa de R$ 30 milhões foi aplicada.

Pereira também disse que, em média, o patrocínio de camisa valeria no máximo R$ 30 milhões. Como a Crefisa injeta R$ 100 milhões por ano, a empresária reafirmou que paga mais pelo que a camisa palmeirense vale. O acréscimo seria de R$ 70 milhões.

A Crefisa também se colocou a disposição para aquisição de novos reforços. A comissão técnica estuda a possibilidade de contar com contratações.