O Palmeiras recebe o América-MG nesta quarta-feira no Allianz Parque. O duelo é válido pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil 2018.

Na primeira partida no Independência, em Minas Gerais, vitória do Verdão: 2 a 1. Um empate garante o time de Roger Machado nas quartas de final da competição.

O clima é de 'todo cuidado é pouco'. O América tem feito uma excelente campanha na Série A do Campeonato Brasileiro e precisa ser analisado com mais atenção.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

O técnico Roger Machado tem focado mais nos treinos e pegado no pé quando o assunto é marcação homem a homem.

Sem Borja

Outro desafio para Roger é definir o substituto ideal de Miguel Borja.

Após a goleada contra o Bahia, o colombiano viajou para seu país de origem para se juntar aos outros convocados por José Pékerman. O treinador convocou 35 nomes, mas somente 23 irão de fato para a Copa da Rússia.

Willian deve ser o substituto. Papagaio e Fernando foram incorporados ao elenco profissional novamente e também são opções.

De saída?

O meio-campista Tchê Tchê pode estar de saída do Palmeiras. O Dínamo de Kiev, da Ucrânia, fez proposta pelo jogador: 3 milhões de euros (R$13 milhões). A diretoria analisou e negou o valor. Quer mais. Só aceita liberar o atleta por 5 milhões de euros (R$ 21 milhões).

Tchê Tchê chegou de graça em 2016. Fez um excelente ano e uma dupla excepcional com Moisés. Juntos conquistaram o Campeonato Brasileiro para o Palmeiras após 22 anos.

Quando Moisés teve lesão grave e ficou afastado por um bom tempo, Tchê Tchê perdeu a referência e sofreu bastante com posicionamento.

Em 2018 perdeu a vaga no time titular e virou reserva. Não consegue imprimir o mesmo ritmo e mostrar o mesmo Futebol de quando chegou ao clube.

O técnico Roger Machado não deve impor qualquer dificuldade em negociar o volante. Como o Palmeiras [VIDEO] não arcou nada com a sua chegada, todo dinheiro que entrar é lucro, 100% de lucro para a receita palmeirense, o que transforma uma possível venda em excelente negócio.

Aprovado

Nesta segunda-feira, na sede social do clube, conselheiros [VIDEO] aprovaram a alteração de dois para três anos de mandato de presidente. Ou seja, se Maurício Galiotte for reeleito, terá mais três anos à frente do Alviverde paulista.

A vitória nas urnas ainda precisa passar pelo crivo dos associados. No entanto já representa derrota significativa para o ex-presidente Mustafá Contursi, que era contra a mudança.

Leila Pereira, dona da Crefisa, fez campanha para que a alteração acontecesse. Após o mandato de Galiotte, ela pode se candidatar se quiser.