A noite desta quarta-feira foi para o torcedor vascaíno esquecer. O clima começou animado em São Januário, com o estádio cheio e a torcida fazendo uma bonita festa à espera do duelo contra o Cruzeiro, no qual uma vitória do Vasco seria imprescindível para a manutenção das chances de classificação no Grupo 5 da Copa Libertadores da América.

Mas, tão logo a bola rolou, o sonho cruz-maltino começou a ruir. É bem verdade que a arbitragem frustrou os planos dos mandantes, já que o árbitro gaúcho Anderson Daronco validou um gol em impedimento anotado pelo zagueiro cruzeirense Léo, o primeiro dos mineiros na imponente vitória por 4x0.

Publicidade
Publicidade

Com a vantagem no placar, o Cruzeiro jogou ainda mais à vontade e se aproveitou dos espaços deixados pela defesa vascaína. Ainda no primeiro tempo, o meia Thiago Neves mostrou sua melhor característica de atacante e bateu de primeira dentro da área para marcar o segundo gol.

Em ótima fase, Sassá foi quem deu números finais à partida no Rio de Janeiro. Ainda na etapa inicial, ele surpreendeu o goleiro uruguaio Martín Silva e acertou um chute da intermediária.

Publicidade

O jogo ficou um bom tempo parado antes do intervalo por conta de uma briga na torcida do Vasco da Gama, manchando o espetáculo realizado em campo.

Sassá, sempre ele, voltou a fazer bonito no segundo tempo e marcou o 4° gol após ganhar uma dividida do zagueiro Werley, que pediu falta no lance.

"Não só eu fui bem. O time hoje foi muito seguro, tivemos o controle do jogo. A gente soube sofrer quando eles foram pra cima. A gente foi um time maduro, objetivo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cruzeiro Libertadores

Esse está entre os dois melhores jogos meus no ano", comemorou o lateral-esquerdo do Cruzeiro, Egídio.

O resultado empurrou o Cruzeiro, treinado pelo ex-técnico da seleção brasileira Mano Menezes, para o primeiro lugar da chave, com 8 pts. Mas a liderança pode ser retomada pelo Racing, da Argentina, que também tem 8 pts, mas um jogo a menos. Essa partida será realizada na Argentina, nesta quinta-feira, contra a Universidad de Chile, que tem 5 pts e ainda luta pela vaga às oitavas.

Eliminado, o Vasco da Gama ainda sonha com o terceiro lugar no grupo e a classificação à Sul-Americana, benefício de cada 3° colocado das chaves. Só que para isso precisará torcer contra os chilenos nesta quinta-feira e vencer o jogo do próximo 22, em Santiago, no Chile. Neste mesmo dia, o Cruzeiro recebe o Racing no Mineirão para confirmar a vaga e ainda tentar beliscar o primeiro lugar na chave.

Corinthians decepciona em casa

Tido como uma referência em solidez defensiva, concentração e padrão tático já há algumas temporadas, o Corinthians desfez sua própria face nesta quarta-feira e sofreu com a desorganização coletiva.

Publicidade

Sobretudo no início da partida, quando o Independiente, da Argentina, dominou o duelo na Arena Itaquera, fez dois gols e até poderia ter feito mais.

O jogo foi realizado pelo Grupo 7 da competição e decepcionou os corintianos que foram à Arena. Logo cedo, Benítez aproveitou rebote do goleiro Cássio e marcou pela primeira vez. Em seguida, o atacante Romero foi ajudar a defesa em um escanteio, mas acabou mandando contra a própria meta. O meia Jadson até descontou o marcador, mas foi insuficiente para buscar o empate: 1x2.

Publicidade

O resultado "embolou" a chave, que segue com o Corinthians na liderança com 7 pontos em quatro jogos. O Independiente ficou em 2°, com 6, mesma pontuação do Deportivo Lara, que é 3°, com 6 e saldo inferior. Na lanterna do grupo, o Millonarios tem 4 e ainda tem esperanças nos dois jogos restantes antes do fim da primeira fase. No próximo dia 17, o Corinthians visita o Deportivo Lara em jogo a ser realizado na Venezuela.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo