O Vasco não começou a temporada do jeito que a torcida esperava. Perdeu o Campeonato Carioca para o Botafogo, além de ter sido eliminado na Libertadores, depois de levar algumas goleadas. Uma delas aconteceu nesta semana, contra o Cruzeiro, por 4 a 0, em pleno São Januário. Diante desse quadro, a diretoria tem sido muito pressionada pelos vascaínos. Tanto é, que houve invasão no treino desta sexta-feira, que acontecia no estádio do Vasco.

Com isso tudo, teve gente da diretoria que não aguentou e pediu para sair do clube. Trata-se do vice-presidente de futebol, Fred Lopes. A informação inicial foi do jornalista Welligton Campos, da rádio Tupi.

Para confirmar a notícia, o repórter Fábio Azevedo, da Fox Sports, explicou o que está acontecendo dentro do Gigante da Colina. Segundo ele, Fred não gostou do fato de Paulo Pelaipe ter contratado o lateral Fabiano, do Palmeiras, sem avisar. Na ocasião, ele vetou a vinda do atleta, que acabou acertando com o Internacional, em seguida.

Ainda sobre a apuração de Fábio, Fred estava sendo centralizador no comando do clube.

Ele ''minava'' o trabalho dos executivos do Vasco [VIDEO] (Paulo Pelaipe e Newton Drumond). Além disso, o comentarista criticou a forma como Fred estava levando as coisas dentro da Colina.

Rodrigo Caetano de volta?

Com a saída de Fred Lopes, um nome começa a ganhar força dentro de São Januário. Essa rixa entre Pelaipe e Fred não é de agora, pois já tinha jornalista que havia noticiado a situação. Marluci Martins do jornal o Globo, explanou isso no dia 15/04.

Segundo ela, a briga dentro do Vasco aconteceu por conta de Rodrigo Caetano. Campello quer a volta do diretor executivo, e ele entraria no lugar de Fred Lopes.

A jornalista previu essa situação, há algumas semanas atrás. O primeiro fato já aconteceu que foi a saída do VP de futebol. Para concluir a informação, só falta a volta de Rodrigo Caetano, que estava no Flamengo [VIDEO], até alguns meses atrás.

Futuro do Vasco

O clube ainda vive uma efervescência política. A eleição acabou no início do ano, mas até agora há uma briga interna enorme pelo poder do Vasco.

Muita gente não concorda pela forma como Alexandre Campello assumiu o Cruz-maltino. Ele rachou com Júlio Brant no dia da votação dos beneméritos, no qual se elegeu o presidente deste triênio.

Paralelo a isso, as coisas caem tudo em cima do futebol. O time não consegue mais render dentro de campo, e acaba sentindo esses problemas políticos que assombram São Januário.