Palmeiras e Cruzeiro despontaram no começo do ano como uns dos favoritos para todos os campeonatos que disputaram e que ainda estão disputando, devido ao grande investimento realizado no começo desta temporada, mais precisamente no caso do Palmeiras, no investimento também dos últimos 2 anos. Mas o começo da temporada não começou muito animador de formas distintas entre estes clubes.

O Verdão mesmo chegando a final do Campeonato Paulista [VIDEO] e até no próprio início do Brasileirão, ganhou a maior parte de seus jogos, porém apresentando um futebol não muito atraente e muitas vezes de uma lentidão desagradável para quem assistia.

Todavia com um elenco tão forte e um bom treinador, esperava-se exibições melhores, mais movimentação por parte de alguns jogadores.

A partida contra o Boca Juniors [VIDEO] demonstrou a força desta equipe, mesmo sem fazer uma partida genial e contra um adversário que não vive seu melhor momento, fez um jogo de boa intensidade e organização tática, conseguindo uma vitória em La Bombonera o que é coisa para poucos. Apenas cinco brasileiros conseguiram vencer por lá: Santos, Paysandu, Fluminense, Cruzeiro e agora o Palmeiras. Segundo o site Lance! é também o primeiro time de fora da argentina a vencer em La Bombonera por mais de um gol de diferença.

Após esta vitória histórica, houve o empate desanimador contra a Chapecoense em seus próprios domínios, mas em seguida veio a boa vitória contra o Alianza Lima pela Libertadores fora de casa com um time misto e a grande vitória sobre o Atlético-PR também fora de casa, ambos pelo placar de 3x1.

Olhando para estes 4 últimos confrontos, é possível dizer que a equipe de Roger Machado parece ter encontrando um futebol melhor, mais consistente neste momento do que em qualquer outro desta temporada, e que é possível olhar para o Palmeiras agora de uma forma diferente e para os que torcem de uma forma mais confiante.

A Raposa por sua vez encheu toda sua torcida de esperança com um investimento alto e até mesmo um tanto quanto irresponsável. O ano passado já havia sido uma temporada boa com um título da Copa do Brasil e um quinto lugar no brasileiro. Esperando alcançar voos maiores, a equipe celeste incorporou em seu elenco Fred (Atlético-MG), Deivid (Vitória), Bruno Silva (Botafogo) e Edílson (Grêmio) além de outros jogadores.

Começou o ano atropelando no Campeonato Mineiro, e chegou na final sem perder um jogo. Foi campeão e perdendo apenas do Atlético-MG em um dos jogos da final. Porém, o Cruzeiro parecia não conseguir fazer bons resultados nos principais jogos da temporada.

Perdeu de 4 x 2 contra o Racing, 3 x 1 para o Galo em uma das finais, 0 x 0 contra o Vasco no Mineirão pela libertadores, um empate com a Universidad de Chile que obrigou a vitória a qualquer custo na partida de volta, e fez 3 jogos no Brasileiro sem conseguir uma vitória ou mesmo um gol.

Contudo, assim como seus antigos colegas de nome, após um grande triunfo na Libertadores a Raposa voltou a jogar bem e organizado. Aplicou uma sonora goleada na LA U por 7 x 0, fez 4 x 0 no Vasco em São Januário, praticamente garantindo sua passagem para as oitavas de final e venceu o Botafogo por 1 x 0 numa partida bastante convincente pelo nacional.

Palmeiras e Cruzeiro vão consolidando uma boa fase, aumentando seus níveis de confiança, com jogos mais organizados. Com o time que ambos clubes possuem, é bastante provável que façam campeonatos bastante competitivos e que fiquem nas cabeças do Brasileiro. Mas precisam continuar nesse processo de por assim dizer, “ganhar corpo”.

Corinthians e Grêmio parecem um pouco mais adiantados neste quesito, mesmo que o primeiro possua o elenco menos prestigiado dos quatro. De qualquer forma estas últimas partidas destes clubes que eram o homônimo - Palestra Itália - começam a empolgar mais o torcedor e dar mais segurança de fazerem boas campanhas na temporada.