Depois da boa vitória fora de casa, diante do Vitória, por 2 a 1, o Fluminense segue na estrada e agora a próxima parada será na Bolívia, onde nesta quinta-feira (10), encara o Nacional Potosí, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Como venceu no Rio de Janeiro por 3 a 0, o Tricolor pode até perder por 2 a 0 ou por três gols de diferença, desde que marque pelo menos um, para ficar com a vaga na segunda fase.

Para conseguir a classificação, de preferência sem sustos como foi da última vez em que esteve na altitude, o técnico Abel Braga terá à sua disposição dois importantes jogadores que estiveram ausentes no duelo de Salvador. Gum e Ayrton Lucas que não encararam o Vitória estão de volta ao time das Laranjeiras.

Para se precaver de qualquer surpresa na Bolívia, o treinador usou o exemplo de um grande rival, que pela Copa Libertadores construiu um ótimo resultado no Rio de Janeiro, mas no jogo de volta, disputado no Equador, acabou sendo derrotado por 4 a 0 e ele já sabe como não correr este risco.

“Temos de diminuir muito os cruzamentos. O exemplo é o Vasco”, lembrou o treinador, que acredita que terá ainda mais dificuldades, uma vez que o cruz-maltino jogou a uma altitude de 2.800 metros e o Fluminense pegará uma altitude ainda maior. “Vamos a 4.000, extremamente complicado para nós”, disse Abel. Na semana passada ele já havia se queixado de jogar nessas condições e afirmou que só será tomada uma atitude quanto a isso quando algo bem grave acontecer.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Apesar de jogar com uma boa vantagem e ainda encarar essa dificuldade a mais, imposta pelo local de onde será disputada a partida, o treinador também pensa em voltar da Bolívia com um resultado positivo e para isso aposta na força ofensiva de Ayrton Lucas. “É um jogador ofensivamente muito forte. Não abdicar dessa força toda”, afirmou o técnico.

Muitas viagens

Quem também falou sobre o jogo na Bolívia foi o volante Jadson, que lamentou a sequência de viagens que o time vem enfrentando.

“É desgastante. Ter de viajar para Salvador, fazer o jogo num campo pesado”, disse o jogador. Depois de jogar na capital baiana, a delegação do Tricolor seguiu direto para a Bolívia, onde joga na quinta-feira. Depois volta para o Rio de Janeiro, onde na próxima segunda-feira (14), no estádio Engenhão, encara o Botafogo pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, onde será mais uma vez visitante. O Fluminense é o sétimo colocado no Brasileirão, com sete pontos em quatro jogos

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo