A expectativa de um baixo público e renda negativa no jogo de estreia da Copa do Brasil, contra o Luverdense, na quinta-feira (10), na Vila Belmiro, se confirmou. Se dentro de campo o time praticamente garantiu sua classificação a bater o adversário do Mato Grosso por 5 a 1, nas bilheterias o resultado não foi nada animador.

Ele acarretou em prejuízo e deu força aos argumentos dos dirigentes que cogitaram levar a partida para alguma cidade do interior, [VIDEO] mas não houve tempo hábil e condições para tal mudança. O público de 3.590 pessoas que compareceram a partida geraram renda bruta de 90.725 reais.

Porém, as despesas da partida, como detalhes operacionais, seguros, impostos e arbitragem, custaram ao clube 119.204,77 reais.

Assim, o saldo foi de 28.479,77 negativos.

A falta de interesse do público em acompanhar os jogos na Vila Belmiro fez a nova diretoria santista decidir levar metade das partidas do clube como mandante para a São Paulo, aonde o time ao menos vem tendo renda positiva. Nos três primeiros jogos que fez por lá no ano, a média de público foi em torno de 20 mil torcedores.

O Santos voltará a jogar na Vila Belmiro mais uma vez neste domingo (13), quando, às 19 horas, receberá o Paraná Clube pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro [VIDEO]. O time vem de duas derrotas seguidas e busca um bom resultado para apaziguar de vez os ânimos dos torcedores, que ficaram insatisfeitos após a derrota para o Grêmio na rodada passada.

Tudo em paz na Vila

Na partida diante do Tricolor gaúcho, em Porto Alegre (RS), uma imagem que chamou a atenção foi a forte discussão entre o goleiro Vanderlei e o volante Alisson, flagrada pelas câmeras de TV.

Quase uma semana após o ocorrido, o goleiro falou sobre o episódio e disse que tudo já foi resolvido e que o grupo está unido.

“As questões que a gente tem ali em campo são normais e a gente resolve sempre internamente”, disse o arqueiro santista ao sair de campo após o jogo contra o Luverdense. “Nossa equipe está unida e fez um grande trabalho”, completou.

“São dois amigos, quem trabalha com o futebol sabe que é normal. Está resolvido”, respondeu o técnico Jair Ventura após o jogo da Copa do Brasil. Ele ainda deu a entender que isso faz parte do comprometimento do grupo com a equipe e mostra que a situação que o clube estava atravessando não estava deixando ninguém feliz. “Se a gente não se sente incomodado, mostra que tanto faz. Mas há homens comprometidos”, falou o comandante santista.