O Palmeiras, nesta temporada, tem uma expectativa muito grande criada pelos torcedores em cima de um bom desempenho da equipe. Por este motivo, qualquer erro é passível de duras críticas dos torcedores, o que acaba magoando um pouco aos jogadores que lá estão defendendo as cores alviverdes.

O técnico do Palmeiras, Roger Machado, é ex-jogador e está indo bem como treinador, mas percebe que, muitas vezes, sofre uma pressão desnecessária. Até porque a torcida palmeirense já estabeleceu que o clube estava vivendo uma pequena crise, somente por conta de uma derrota para o arquirrival Corinthians, fora de casa, na Arena de Itaquera.

No entanto, o treinador do Verdão teve mais um duelo pela Copa Libertadores da América, nesta quarta-feira (15), contra o Junior Barranquilla, em busca da primeira colocação de seu grupo. O Junior lutava para se classificar, em uma disputa com o Boca Juniors, que torcida por uma vitória dos alviverdes.

Ou seja, o Palmeiras tinha o objetivo menos importante nessa partida, a busca pela primeira colocação no grupo, que poderia ser garantida, até mesmo, com um empate.

Com isso em mente, o técnico Roger Machado resolveu testar o time reserva, utilizando apenas alguns titulares, como Dudu e Miguel Borja. O Verdão garantiu a vitória por 3 a 1, com três gols do centroavante colombiano, mas uma pequena polêmica assolou o clássico.

Troca de capitão?

A faixa de capitão sempre costuma ficar com o ponta-atacante Dudu, mas como esse jogo tinha outro grande ídolo da torcida em campo, o técnico Roger Machado resolveu mudar e escolheu o goleiro Fernando Prass como o capitão da partida, Nuitos acharam estranho, mas logo Dudu resolveu explicar.

Dudu explica

Sem polêmicas, apesar do que muitos pensavam, Dudu achou bom que tenha outro capitão na equipe, assim, quando Prass ser titular, ele poderá ser o comandante da equipe dentro de campo. Portanto, o jogador afirmou que estava na hora de dividir a responsabilidade, já que quando há erros da equipe, o peso cai sobre as costas daqueles que são os líderes, ou seja, o técnico e o capitão [VIDEO].

Prass pegou um pênalti e fez muitas defesas difíceis durante a partida. O único gol que tomou foi em impedimento. A arbitragem cometeu alguns erros, inclusive a penalidade defendida por Prass, marcada erroneamente, segundo o comentarista de arbitragem que estava transmitindo a partida pela Rede Globo [VIDEO]. No fim, o resultado foi favorável