A sexta-feira (4), foi muito movimentada para o presidente José Carlos Peres. Durante um evento para anunciar mais um patrocinador [VIDEO]para o Santos, o mandatário falou à respeito de jogadores titulares do elenco de Jair Ventura, que estão fortemente especulado para deixar o país. Ele disse que com a renovação está encaminhada, enquanto que negou que outra joia do clube estivesse saindo para jogar em gigante europeu.

Com seu atual acordo vencendo no final do ano, o volante Léo Cittadini tem recebido muitas propostas para deixar o clube, sendo três de times do México e outras duas de clubes da Itália. Seus representantes tem feito jogo duro com a diretoria santista na hora de negociar, mas Peres acredita em um desfecho positivo para o clube. [VIDEO]

“Devemos ter novidades nos próximos dias, próximas horas”, disse o presidente quando questionado à respeito de como andam as negociações com o jogador, que nesta temporada ganhou a condição de titular após a chegada do técnico Jair Ventura.

Ele também disse que não há a menor possibilidade de Léo ser envolvido em uma troca com a Sampdoria com o lateral-esquerdo Dodô, que pertence ao time italiano e está emprestado ao alvinegro até o final do ano.

O atleta tem um dos menores salários do elenco titular e o mandatário acredita que está na hora de valorizá-lo. “É hora de investir um pouco nele mesmo”, disse. Apesar de afirmar que a intenção é valorizar o jogador, a diretoria já avisou que não irá ultrapassar o limite de salário estabelecido para jogadores titulares.

Não está à venda

Rodrygo também foi pauta durante o evento de lançamento do novo patrocinador. O jovem atacante, que deverá encarar o Grêmio neste domingo (6), pelo Campeonato Brasileiro, de acordo com a imprensa espanhola, tem sido sondado pelo Barcelona, que ficou impressionado com um relatório recebido sobre o jogador.

No entanto, o presidente José Carlos Peres negou qualquer contato do clube espanhol e disse que a joia alvinegra não está à venda.

Para o mandatário, o jogador está em um período de maturação e ainda é cedo para deixar o país. Ele entende que o atleta precisa atuar pelo menos dois anos no futebol brasileiro para assim ganhar maturidade e valorizar ainda mais.

Nesta sexta-feira o jornal espanhol “Sport” voltou a destacar o jogador, afirmando que Santos e Barcelona já estão conversando sobre uma possível transação, algo que também foi negado por Fabiano Gudjenian, empresário do jogador. “Não há a menor possibilidade de saída do Rodrygo nesse ano”, disse.