O Palmeiras encara o Atlético-PR neste domingo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo é válido pela quarta rodada e, por enquanto, o Verdão luta pela invencibilidade no torneio nacional. Com três rodadas, o time ainda não perdeu. Empatou com Botafogo-RJ na estreia, venceu o Internacional-RS e empatou novamente com a Chapecoense, desta vez no Allianz Parque, em São Paulo.

No meio de semana, o time do técnico Roger Machado bateu o Alianza Lima por 3 a 1 na Copa Libertadores da América com atuação muito consistente. Com nove reservas, o meio campo de Hyoran, Moisés e Thiago Santos mostrou muita qualidade, mesmo sabendo que o adversário tinha um elenco fraco.

Na frente, o Palmeiras confirmou a melhor campanha da fase de grupos da competição e deixou o torcedor esperançoso para as oitavas e a sequência da competição.

Depois de enfrentar o Júnior Barranquilla e fechar o turno, o Verdão passará pelo sorteio e descobrirá o adversário, que pode ser qualquer um dos brasileiros. Quem deverá ser o adversário palmeirense?

Guerrero no Verdão?

A imprensa peruana se movimentou na semana passada e divulgou a possibilidade do jogador Paolo Guerrero defender as cores alviverdes. Além da imprensa escrita, alguns veículos de rádio também confirmaram a informação.

Em entrevista para o canal de TV Fox Sports, Maurício Galiotte, presidente do clube, fez questão [VIDEO] de negar e disse que trata-se de 'especulação de mercado'. Galiotte também disse a mesma coisa antes de confirmar o centroavante Miguel Borja, então no Atlético Nacional-COL.

Guerrero tem identidade forte com o Corinthians, maior rival palmeirense, e sofreria com adaptação. Também tem o fato de voltar a morar em São Paulo, já que Guerrero se acostumou com o ritmo do Rio de Janeiro. Se realmente teve conversas, os valores devem ser altos. Mas Galiotte negou.

E Scarpa?

Galiotte aproveitou para falar sobre o meia Gustavo Scarpa. O jogador ainda está impedido pela Justiça de usar a camisa palmeirense [VIDEO]. O Fluminense está na frente nos tribunais e exige compensação em dinheiro ou até uma troca com algum atleta palmeirense.

O mandatário alviverde disse que está disposto a colaborar com o caso e garantiu que está cedendo todo suporte para o atleta. O jurídico palmeirense, que faz excelente trabalho, tenta liberá-lo o mais rápido possível.

Antes do imbróglio judicial que o impediu de jogar, Scarpa estava surpreendendo em campo e ganharia vaga no time titular. Roger aguarda ansioso.