A vida financeira do Santos não tem sido nada fácil neste ano. Com os cofres em baixa, a diretoria tem tentado de todas as formas recursos para contratar jogadores, alguns vindos por empréstimo, como Gabriel e Dodô, além de tentar aliviar a folha de pagamento, negociando jogadores pouco aproveitados, como Cléber Reis, Leandro Donizete, Rafael Longuine e Rodrigão. Agora o time fechou um novo acordo de patrocínio que será um grande respiro para os cofres alvinegros.

Publicidade
Publicidade

Depois de várias semanas de negociação, o Santos acertou um novo contrato com a Caixa Econômica Federal, que será válido até maio de 2019 e a marca do banco será estampada no peito da camisa, área mais nobre do uniforme. Pelo acordo, o time receberá 10 milhões de reais – mesmo valor do contrato anterior -, mais bônus por desempenho em competições, como chegar nas fases semifinais ou na decisão. Caso seja campeão Brasileiro da Libertadores e da Copa do Brasil, o montante poderá chegar a 16 milhões de reais.

Publicidade

O acordo foi fechado, mesmo o clube considerando os valores baixos, porém a falta de opções no mercado fez com que o clube aceitasse as condições impostas pela estatal, que recentemente encerrou o contato de patrocínio com o Campeonato Brasileiro Feminino. “É melhor um passarinho na mão do que dois voando”, disse o presidente José Carlos Peres, em abril passado. “Para falar a verdade, não era o que eu queria, mas é bom ter isso”, completou o mandatário.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Além da Caixa e também da fornecedora de material esportivo Umbro, o Santos também conta com o patrocínio da Algar, que ocupa os ombros da camisa, e é válido até o final deste ano.

Mais boas notícias

Dentro de campo o Santos teve mais duas ótimas notícias nesta quinta-feira (3), com relação a jogadores machucados. A primeira delas é que Eduardo Sasha treinou normalmente e estará à disposição do técnico Jair Ventura para o duelo do próximo domingo (6), contra o Grêmio, em Porto Alegre, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogador havia desfalcado o Peixe nos dois últimos compromissos válidos pela Copa Libertadores da América em razão de um edema no tornozelo direito, provocado após o atleta receber uma pancada na partida diante do Bahia. Com isso, Copete deve voltar a ser opção para o banco de reservas.

A outra boa notícia é com relação a Rodrygo, que deixou o jogo contra o Nacional do Uruguai após receber uma violenta entrada do lateral Fucile.

Publicidade

O jogador teve a suspeita de fratura descartada, mas ainda é dúvida para o duelo diante do Grêmio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo