Ao mesmo tempo em que vem encontrado dificuldades em renovar com alguns jogadores do elenco, a diretoria do São Paulo tem garantido a extensão de contrato com outras peças importantes do seu elenco, sobretudo os vindos das categorias de base. Nesta quinta-feira (3), anunciou um novo acordo com mais um atleta.

Com vínculo atual vencendo em novembro de 2020, o meia-atacante Helinho, de 18 anos, agora tem acordo para ficar no clube até abril de 2023.

Ele é considerado uma das grandes promessas das categorias de base do Tricolor.

O jogador já fez parte do elenco profissional, sendo relacionado pelo técnico Diego Aguirre para enfrentar o Paraná, na partida de estreia do Campeonato Brasileiro. Em trabalho de transição entre a base e o profissional, ele tem participado de alguns treinos sob o comando do treinador são-paulino.

Esse é o terceiro jogador oriundo das categorias de base que o São Paulo acertou a renovação nos últimos dias.

Antes, já tinha estendido o vínculo de Liziero, que hoje figura entre os jogadores titulares, e também de Lucas Perri, que é o terceiro goleiro da equipe, sendo opção para Sidão e Jean.

Para evitar problemas

A estratégia do São Paulo em agora firmar longos acordos com seus jogadores das categorias de base tem o objetivo de evitar problemas como o que tem acontecido, por exemplo, com Éder Militão. O vínculo com o jogador termina no final do ano e a diretoria tem encontrado resistência por parte do atleta e seu estafe para a assinatura de um novo contrato.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Dessa, forma, corre o risco de perder o lateral de graça. Já há quem defenda nos bastidores a ideia de vender o jogador no meio do ano por um preço abaixo do que ele vale e, assim, ao menos receber algo em troca.

Chateado com a mudança

Outro jogador considerado uma grande promessa no São Paulo, o atacante Brenner, não gostou muito de ter sido recolocado para jogar com o elenco sub 20. A ideia da comissão técnica do Tricolor é fazer com que o atleta ganhe mais ritmo de jogo e fique mais bem preparado para quando for solicitado a jogar pelo profissional.

Pessoas próximas ao atleta relataram que ele ficou bastante chateado com a decisão, mas não se rebelou. Brenner seguirá treinando junto aos demais jogadores do time profissional. Sempre que necessário, será emprestado para os jogos do time sub-20.

Nos dez jogos que o time principal fez sob o comando de Diego Aguirre, o jogador participou de apenas um, na vitória por 1 a 0 sobre o Paraná Clube.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo