Conforme havia divulgado o técnico Abel Braga na última sexta, o Fluminense [VIDEO] não contará com dois de seus titulares na sua partida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Sofrendo com dores musculares, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas e o zagueiro Gum ficarão de fora do compromisso de domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Barradão, em Salvador, diante do Vitória-BA. Ambos, porém, enfrentarão o Nacional Potosi, da Bolívia, na próxima quinta, às 21h45 (de Brasília), na casa do adversário, no duelo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana.

Na vaga de Ayrton, a escolha natural por Marlon. Já no setor defensivo, a tendência é pela entrada de Lucas Peres, atleta recentemente contratado junto à Ponte Preta, mas Ibañez ( não atua desde a derrota de 2 a 1 para o Corinthians, em São Paulo, na abertura do Brasileirão) e o recém-apresentado Nathan Ribeiro surgem como opções.

Existe ainda a possibilidade de o técnico Abel Braga abolir o esquema de três zagueiros que vem sendo utilizado ao longo da atual temporada. Nesse caso, Frazan seria barrado e Dodi, reforço vindo do Criciúma, entraria no meio ao lado de Richard, Jádson e o equatoriano Junior Sornoza.

O mistério da escalação tricolor só será encerrado momentos antes do início da partida. Somando quatro pontos em três rodadas, o Fluminense busca a sua primeira vitória fora do Rio para não se distanciar do grupo dos melhores colocados do Brasileirão. No momento, a agremiação verde, branco e grená das Laranjeiras ocupa o 11º lugar na classificação do principal certame do futebol nacional

Tricolor quer encerrar tabu em Salvador

Para atingir o objetivo de permanecer no bloco daqueles que lutarão pelo título ou por vaga na Libertadores no Campeonato Brasileiro, o Fluminense [VIDEO] precisará encerrar um incômodo jejum.

Há oito anos, o Tricolor não sabe o que é derrotar o Vitória dentro do Barradão.

O último triunfo aconteceu no segundo turno da vitoriosa campanha do Brasileirão de 2010. Naquele dia 26 de setembro, o Tricolor abriu o placar com o argentino Dario Conca de pênalti, sofreu o empate através de Henrique, aproveitando rebote dado pelo goleiro Rafael em cobrança de falta, mas acabou garantindo os três pontos e, na ocasião, assumindo a liderança com um belo gol de Rodriguinho.

Em 2017, o Fluminense [VIDEO] esteve muito perto de quebrar o tabu. Com gols de Wendel e Henrique Dourado (pênalti), o Tricolor vencia por 2 a 1 até os 46 minutos, mas, em uma bobeada da zaga no último lance, acabou cedendo o empate.