A torcida pediu e nos últimos jogos o técnico Fábio Carille vem escalando o jovem Pedrinho como titular e ele vem dando conta do recado. Coincidência ou não, depois da entrada do meia-atacante o time está invicto, tendo ainda avançando para as quartas de final da Copa do Brasil e vencido o clássico do último domingo (13), contra o Palmeiras. No entanto, não são apenas os torcedores alvinegros que o jogador vem encantando e times do exterior já começam a ficar de olho no corintiano.

Nesta semana, o empresário do atleta, Will Dantas, revelou que a Udinese da Itália fez uma sondagem pelo atleta, porém as conversas acabaram não avançando.

Na semana passada, Dantas já havia postado uma foto de um representante do time italiano em sua rede social.

“Eles não fizeram proposta só sondaram mesmo”, disse o empresário, afirmando ainda que o que foi oferecido não é nem a metade do valor da multa rescisória, avaliada em 50 milhões de euros, que na cotação atual dá mais que 215 milhões de reais. “Então, nem levei esse assunto ao clube”, disse o agente. O jogador tem contrato com o alvinegro até 2020.

Além de ter que arcar com a alta multa, o time interessado ainda terá que convencer o jogador a trocar de clube. De acordo com seu empresário, Pedrinho não pensa em sair do clube no momento. “Quem tem potencial não tem pressa. O Pedrinho quer primeiro se firmar no Corinthians”, afirmou. “E eu também quero que ele fique para maturar mais”, falou o empresário que detém 30% dos direitos econômicos sobre o atleta de 20 anos.

Para ele, Pedrinho não se sente atraído em defender um time pequeno ou médio da Europa e quer ir para uma equipe que lhe ofereça plano de carreira e dispute títulos importantes.

Após vencer o clássico contra o Palmeiras no último domingo (13), o Corinthians agora se prepara para um novo jogo importante, quando, na próxima quinta-feira (17), encara o Deportivo Lara, na Venezuela, buscando se classificar para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. Uma vitória será suficiente para garantir o Timão entre os 16 melhores da competição continental.

Convocações podem render bom dinheiro

O Corinthians poderá sair ganhando com as convocações de Fagner e Cássio para a Copa do Mundo, podendo receber até 3 milhões de reais, caso o time canarinho chegue à decisão. Esse valor é repassado pela FIFA como forma de compensar os times que ficaram sem seus jogadores no período do mundial.

Ao todo, esse programa da FIFA irá distribuir 209 milhões de dólares, mais de 700 milhões de reais aos times que tiveram jogadores convocados para as 32 seleções que disputam a Copa. O início do período do pagamento é duas semanas antes da partida que abre o mundial, ou seja, 31 de maio, e vai até o dia posterior à eliminação da seleção que o jogador esteja defendendo ou a final.

Assim o Corinthians já tem quase 1,8 milhão garantido, uma vez que esse é o valor que o alvinegro receberá pelos dois jogadores caso o Brasil caia ainda na primeira fase.