O treinador Tite anunciou, nesta segunda-feira (14), os 23 convocados da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo, que será disputada na Rússia, a partir de junho. A maior parte da lista de Tite agradou, alguns nomes foram contestados, mas um detalhe chamou a atenção.

Convocados de última hora?

Edu Gaspar, coordenador técnico da seleção brasileira, abriu a entrevista coletiva para anúncio dos nomes, agradeceu aos jogadores convocados desde que Tite assumiu a seleção, em junho de 2016, e falou um pouco sobre a preparação da equipe para o Mundial.

Em seguida, ele passou a bola para Tite, que rapidamente começou a dizer os nomes dos jogadores convocados. Os jogadores foram separados por posição e estavam disponibilizados em ordem alfabética. Ou quase isso.

Reportagem do site da ESPN Brasil mostra que o treinador pode ter alterado a lista de convocados sem organizar a ordem alfabética. Isso acontece nos nomes de Geromel, zagueiro do Grêmio, e de Fagner, lateral do Corinthians.

Entre os goleiros, por exemplo, Tite citou, em ordem, Alisson, Cássio e Ederson. No meio-campo, também seguiu a regra da primeira letra do nome: Casemiro, Fernandinho, Fred, Paulinho, Philippe Coutinho, Renato Augusto e William foram anunciados na sequência.

No ataque, a ordem alfabética também foi respeitada: Douglas Costa, Firmino, Gabriel Jesus, Neymar e Taison foram citados. Na defesa, a segunda posição anunciada por Tite, essa ordem foi quebrada.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Os três primeiros convocados foram Danilo, Geromel e Filipe Luís. A letra G vem depois do F. Isso abriu margem para a interpretação de que Tite teria algum outro nome no lugar do zagueiro do Grêmio.

De acordo com a ESPN Brasil, seria o zagueiro Dedé, do Cruzeiro, que está na lista de 12 suplentes que Tite enviou à Fifa. Depois de Filipe Luís, o treinador do Brasil seguiu a ordem alfabética até chegar em Fagner, que foi aparece depois de Miranda.

Nesta posição, depois da letra M e antes da letra T, de Thiago Silva, se encaixaria o lateral-direito Rafinha, de acordo com a ESPN. Mas, pensando em algo diferente do comum, poderia ser o nome de Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo.

Neste caso, Tite não contaria com dois laterais direitos e poderia utilizar Marquinhos naquela posição. Tudo isso é dedução e apenas o próprio treinador pode explicar o que aconteceu e porque a ordem alfabética foi quebrada.

E se houve mudança, por que ela aconteceu? E em qual momento? Somente Tite pode responder.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo