Nesta segunda-feira (14), Tite anunciou a lista dos convocados para a Copa do Mundo de 2018 [VIDEO]. Entre os 23 nomes chamados pelo treinador da Seleção Brasileira está o do lateral direito Fagner, do Corinthians. Na zaga, Tite deixou de fora Rodrigo Caio, do São Paulo, e chamou Geromel, do Grêmio.

Tite elogia Rodrigo Caio

No primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista do ano passado, entre São Paulo e Corinthians, o zagueiro Rodrigo Caio foi destaque na derrota de seu time, no Morumbi.

Em um lance do jogo, o árbitro deu cartão amarelo para o atacante corintiano Jô por achar que ele havia cometido falta em Renan [VIDEO].

Rodrigo Caio explicou ao árbitro que ele é quem havia encostado no goleiro. O juiz voltou atrás e anulou o cartão.

Semanas depois, quando a convocou a seleção brasileira para dois amistosos, Tite incluiu Rodrigo Caio na lista. O treinador elogiou “desempenho técnico e conduta” do zagueiro são-paulino.

Fagner é vilão?

No dia 3 de julho de 2016, Corinthians e Flamengo se enfrentaram na Arena de Itaquera em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Um dos lances mais lembrados deste jogo, aconteceu ainda no primeiro tempo.

Aos 40 minutos, Fagner deu uma tesoura em Ederson na lateral do campo, próximo à linha de fundo. O árbitro Heber Roberto Lopes não marcou falta e ainda expulsou o então treinador rubro-negro Zé Ricardo por reclamação.

Apesar da entrada, Ederson ainda voltou para o segundo tempo, mas foi substituído aos nove minutos.

Depois foi constatada lesão que o tirou dos gramados por mais de dez meses. O jogador já tinha um histórico de lesão desde os tempos de Europa.

Para alguns corintianos, porém, Fagner não foi o responsável pela lesão em Ederson. No site Meu Timão há um fórum de março deste ano em que o autor garante que não foi o lateral quem lesionou o meia rubro-negro.

Um dos argumentos é que Fagner atingiu a tesoura na perna direita e Ederson lesionou a esquerda. “Ederson teve fratura osteocondral (de cartilagem), um edema ósseo, naquela entrada do Fagner. Foram múltiplas lesões e uma dessas pequenas lesões foi de menisco”, afirmou o médico flamenguista Marcio Tannure.

O histórico de lances polêmicos envolvendo Fagner continuou. Em janeiro de 2017, na final da Flórida Cup contra o São Paulo, o lateral deu uma entrada violenta em Buffarini e recebeu o cartão amarelo. À época, o comentarista Luiz Ademar, do SporTV, chamou Fagner de maldoso durante a transmissão da partida.

Neste ano, no clássico contra o Palmeiras, pelo Paulistão, disputado na Arena, Fagner deu entrada forte em Lucas Lima e recebeu cartão amarelo.

Caio Ribeiro, comentarista da Rede Globo, cobrou a expulsão do corintiano.

Em março, quando foi convocado para amistoso da seleção, o jogador se defendeu dizendo que não é violento e que seu caráter estava intacto, além de ser exemplo para o filho. Pelo Timão, Fagner recebeu 52 cartões amarelos e três vermelhos. Para os adversários, ele é um jogador truculento.

Entrada em Ederson

Carrinho em Buffarini

Chute em Lucas Lima