O Palmeiras, como sendo o time mais rico da América do Sul, não leva chapéus de seus rivais, até porque conta com o trabalho do conceituado diretor de futebol Alexandre Mattos, que faz um ótimo trabalho, desde o início de seus trabalhos no alviverde da capital.

Porém, o Palmeiras conta com muitos atletas em seu elenco, tendo então que negociar boa parte deles, pois se não a folha salarial fica muito grande e inviável para o prosseguimento da temporada, mesmo que haja muito investimento no Verdão.

Muitos jogadores começaram a ser contratados desde a chegada do investimento da empresa Crefisa no Palmeiras, o primeiro grande investimento foi na contratação do ponta-atacante Dudu, aplicando um chapéu no rival Corinthians, que já estava praticamente acertado com o atleta.

Negociação de jogador!

O Palmeiras analisa, como viável, o empréstimo dos jogadores que estão sobrando dentro do elenco, assim como já tem diversos jogadores negociados com outras equipes, e estes tem a possibilidade de terem mais oportunidades em outros clubes da Série A, além de poder valorizar os seus respectivos passes, porém muitas vezes acontece o contrário.

Um dos casos de um jogador emprestado, ao início deste ano, foi o do volante Arouca, que já foi considerado um craque, mas acabou vendo o seu futebol decaindo e perdeu muito espaço dentro do Palmeiras.

No início da temporada, o jogador foi emprestado ao Atlético Mineiro, era até titular na equipe, mas a troca de treinador fez o jogador perder espaço novamente e se tornar reserva, agora o clube mineiro não vê com bons olhos continuar com o atleta, e o próprio jogador quer mudar de time.

O Vasco se mostrou interessado pelo jogador e pode levar o atleta, mas algo pode impedir esta ida.

Algo pode impedir!

O Palmeiras pode acabar não emprestando o jogador, pelo fato de que o Vasco, mesmo querendo muito ter o atleta, ainda quer que o alviverde da capital, pague parte dos salários do jogador, assim a diretoria fica com um pé atrás para emprestar o jogador ao clube carioca.

No entanto, o alviverde da capital deve analisar qual é o melhor, lembrando que manter o jogador no Galo pode desvalorizá-lo, mas também não é rentável pagar parte de seus vencimentos [VIDEO].

Portanto, é mais provável que o jogador permaneça em Minas Gerais, mas o jogador tem vontade de mudar de equipe para, novamente, se tornar titular e voltar a ser um atleta valorizado do futebol brasileiro [VIDEO].