O lateral-direito Victor Ferraz foi um dos grandes nomes do Santos na temporada passada e seu desempenho chamou a atenção do São Paulo, que na época ainda era dirigido por Dorival Júnior. Muito se falou, mas tudo não passou de especulação e o jogador acabou ficando na Vila Belmiro para mais uma temporada, que não começou muito bem.

Constantemente criticado pelos torcedores, Ferraz sofreu uma luxação no ombro durante o jogo contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista. No momento em que se machucou, o técnico Jair Ventura já havia feito as três alterações e o jogador ficou em campo atuando com uma tipoia. Mesmo com a demonstração de raça e amor à camisa, não convenceu os torcedores, que seguiram pegando em seu pé.

Depois de um longo tempo se recuperando, e também por ter perdido a posição para Daniel Guedes, o jogador voltou a ser titular na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil diante do Luverdense e também no jogo contra o Paraná Clube, pelo Campeonato Brasileiro, ambos disputados na Vila Belmiro.

Um dia depois da vitória por 3 a 1 diante do time paranaense, o jogador concedeu entrevista coletiva, quando revelou ter ficado bastante magoado com os torcedores, não tanto pelas vaias que recebeu, mas pelo fato de ter sido chamado de mercenário. Ele lembrou que antes da renovação não estava nem entre os 20 maiores salários pagos pelo clube, recebendo menos até do que jogadores que quase não atuavam. “Dinheiro nunca me moveu. Se optasse por trocar de clube, seria pela possibilidade de o ciclo acaba”, falou o jogador.

“E eu estava longe de ser mercenário pelas coisas que passei no clube”, seguiu.

Dificuldades em cruzar

Um dos motivos que fez a torcida pegar no pé de Victor Ferraz foi sua deficiência em fazer cruzamentos. O problema técnico foi reconhecido pelo próprio jogador, que disse que passou a treinar mais esse fundamento. “O primeiro foi algo que treinei muito. Precisava evoluir”, disse ele durante a entrevista coletiva. “Vocês que acompanham são testemunhas do quanto trabalhei”.

Depois de dois jogos no time titular, Victor Ferraz foi um dos cinco jogadores poupados por Jair Ventura para o jogo desta quinta-feira (17), contra o Luverdense, pela volta das outavas de final da Copa do Brasil. Como venceu o primeiro confronto por 5 a 1, o alvinegro poderá perder por até três gols de diferença. O jogador deverá estar em campo no próximo domingo (20), quando o Santos encara o São Paulo, às 16 horas, no estádio do Morumbi, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.