Antes de pedir demissão, Abel Braga salientou a necessidade de o Fluminense, mesmo tendo um bom elenco, buscar mais reforços para suportar o restante da temporada. Em entrevista concedida ao Globoesporte, publicada neste sábado, o presidente Pedro Abad deu razão ao antigo treinador e garantiu que, apesar das dificuldades financeiras pelas quais o clube atravessa, jogadores chegarão para encorpar ainda mais o grupo.

O mandatário, contudo, salientou que a saída de Abel atrapalhou um pouco o andamento das negociações e praticamente descartou a vinda de atletas considerados fora do orçamento possível atualmente.

"Não vamos trazer atletas de R$ 500 mil (de salário), essa não é a nossa realidade.

E não quer dizer que quem ganha menos do que isso não é bom", acrescentou.

Um meia e um atacante de lado são as prioridades de reforços desejados pelo Fluminense. Para a primeira função, um nome bastante falado nos corredores das Laranjeiras é o de Camilo, ex-Botafogo e que, no momento, vem tendo poucas oportunidades no Internacional-RS. Já para a segunda posição, os alvos são mantidos em sigilo.

Com a ida de Luan Peres para o futebol belga e a possível saída de Nathan Ribeiro rumo ao Japão, um ou dois zagueiros também podem ser tentados. Juninho, do Palmeiras, agrada bastante.

Abad também falou sobre a chegada do novo treinador. Segundo o presidente, Marcelo Oliveira, anunciado na última sexta, momentos após a vitória do Brasil sobre a Costa Rica por 2 a 0 pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, além do currículo vencedor (duas vezes campeão brasileiro com o Cruzeiro e uma da Copa do Brasil dirigindo o Palmeiras), sabe exercer um comando cascudo para balancear.

Marcelo Oliveira terá o seu primeiro contato com o Fluminense [VIDEO] na manhã da próxima terça-feira. Ele estará ao lado de Paulo Angioni [VIDEO], escolhido para assumir a gerência-executiva de futebol. Simultaneamente, acontecerá a reapresentação do elenco, visando o reinício do Campeonato Brasileiro, quando a equipe das Laranjeiras, no dia 19 de julho, às 20h (de Brasília), irá até o estádio de São Januário para encarar um velho rival, o Vasco da Gama.

Após um bom início e chegar a ocupar a vice-liderança, o Fluminense [VIDEO] vem de cinco jogos sem vitórias, sendo quatro derrotas seguidas no Brasileirão. Com isso, o Tricolor, que soma 14 pontos, despencou para o 12º lugar no principal certame do futebol nacional.