Dominado pelo Flamengo, especialmente no primeiro tempo, o Fluminense deixou o Mané Garrincha, em Brasília, na noite desta quinta (7) com uma derrota de 2 a 0 no clássico carioca válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o técnico Abel Braga concedeu entrevista coletiva após o jogo e reconheceu a superioridade do adversário, mas lamentou o comportamento de alguns atletas do Rubro-Negro, mais especificamente Vinícius Júnior e Lucas Paquetá, que passaram a provocar os tricolores.

"Chegamos só próximo da grande área no bate-rebate. Nem com as bolas aéreas chegamos. Vitória justa. Houve exagero de subestimar, isso não é legal", disse.

Durante a entrevista, Abel não citou nomes, mas fez referências ao chapéu aplicado por Paquetá e às tentativas de dribles isolados de Vinícius Jr. "Chamei atenção do Barbieri... daqui a pouco quem está perdendo está com sangue quente. Aí, dá uma entrada e alguém quebra a perna.

Em Cuiabá, ganhamos de 4 a 0 e não fizemos gracinhas ou frescurinhas. Respeitamos", disse o treinador, citando a goleada do Fluminense ainda no Campeonato Carioca.

Outro ponto abordado foi o trio de arbitragem. Segundo Abel Braga, o baiano Dewson Freitas pecou nos critérios de distribuição de cartões amarelos. "A única coisa que tenho a dizer foi o critério dos amarelos", resumiu.

Com o revés, o segundo de maneira consecutiva, o Fluminense, que chegou a ocupar a parte de cima da tabela, despencou para o 10º lugar na classificação da Série A.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

O tricolor volta a atuar no domingo (10), enfrentando, a partir das 16h (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte, o Atlético-MG.

Para esse desafio, o lateral-esquerdo Marlon não estará em campo por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Como Ayrton Lucas ainda se recupera de um estiramento na coxa esquerda e só deve retornar após a Copa do Mundo, Abel poderá improvisar um zagueiro na função ou utilizar João Vítor, atleta do Sub-20, e especialista da posição.

Quem também pode desfalcar o time é Renato Chaves. O zagueiro precisou ser substituído ainda no intervalo do Fla-Flu devido a um incômodo na parte posterior da coxa esquerda. Caso ele não possa atuar, Nathan Ribeiro ou Roger Ibañez seriam as opções. Em contrapartida, há a possibilidade de o centroavante Pedro, artilheiro do clube das Laranjeiras na temporada com 13 gols, voltar a assumir a titularidade.

Ele não atua desde o segundo tempo do empate sem gols com o Grêmio, em Porto Alegre, por conta de uma lesão muscular. Na sua ausência, João Carlos, jogador trazido junto à Cabofriense, assumiu a posição, mas não teve boas atuações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo