Após a quarta derrota seguida do Fluminense no Campeonato Brasileiro, ocorrida na noite de quarta-feira, em pleno Maracanã (1 a 0 para o Santos), a torcida tricolor voltou toda a sua ira à atual gestão, especialmente o presidente Pedro Abad. Além de exigir a sua renúncia, os pouco mais de sete mil presentes pronunciavam xingamentos e insultos ao mandatário. Em entrevista coletiva após o jogo, válido pela 12ª rodada da Série A, o técnico Abel Braga saiu em defesa ao dirigente, mas lembrou que havia feito um alerta sobre o momento da agremiação das Laranjeiras.

"Não dá para colocar o que aconteceu no ano passado e agora nas costas do Abad.

Eu lembro muito bem que, no final de janeiro, ele colocou a situação real do clube. Eu disse a ele que teria de explicar isso, pois iria cair nas costas dele. Não quero soar político. Eu gosto muito dele. É correto, do bem. Conheci até a família.", disse o comandante, que, no entanto, voltou a falar da necessidade de reforçar o elenco para não haver sufoco no restante da temporada.

"É um momento oportuno. Deixar algumas coisas e atitudes extremamente corretas de lado para ir buscar mais jogador. Não é que esse grupo não tenha qualidade, mas falta reposição. O problema começou quando começou a machucar", encerrou o treinador.

No revés diante do Santos, o Flu atuou sem sete titulares: Gilberto, Léo, Gum, Renato Chaves, Ayrton Lucas e Marcos Júnior, todos com problemas físicos, além de Matheus Alessandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Lembrando que os atacantes Felipe e Marquinhos Calazans se recuperam de cirurgia desde o início do ano e só devem ficar à disposição em agosto.

Sobre contratações, um meia e um centroavante são as prioridades. Um nome falado nos bastidores é de Camilo, apoiador que não vem sendo muito aproveitado no Internacional-RS. Já para o setor ofensivo, não há qualquer tipo de especulação.

Com 14 pontos e na 12ª colocação, o Fluminense [VIDEO] terá folga pouco mais de dez dias de folga. A reapresentação acontece no próximo dia 26 de junho. Na reabertura do Brasileirão, o Tricolor irá ao estádio de São Januário na quinta, 19 de julho, para enfrentar, às 20h (de Brasília), o Vasco.

Nesse período de entressafra, a diretoria promete anunciar, brevemente, o novo gerente-executivo, substituindo Paulo Autuori. O ex-zagueiro do próprio Fluminense [VIDEO] e da Seleção Brasileira, Ricardo Gomes, surge como maior favorito para ocupar a função.