A Copa do Mundo da Rússia 2018 tem sido um verdadeiro palco de intensas partidas apoteóticas de Futebol onde à medida que as oitavas de final vão se aproximando, as expectativas por jogos profundamente emocionantes e históricos só crescem. Ressalta-se que jogos dessa magnitude já estão sendo contemplados nessa extraordinária primeira fase como a obra-prima e espetacular protagonizada pela Alemanha e Suécia, que eternizaram mais um capítulo inefável na história das Copas, enaltecendo a célebre frase de que “o jogo só termina quando acaba”.

A cidade de Sochi vislumbrou uma inenarrável guerra mundial futebolística, onde a seleção da Alemanha foi epicamente contundente do começo até os últimos segundos dos acréscimos do segundo tempo contra a brava e valente equipe da Suécia, que também soube contra atacar de maneira surpreendente e cirúrgica seu adversário quatro estrelas. O mundo pôde testemunhar com uma riqueza de detalhes a determinação e a persistência singular de um tetra campeão mundial, que entrou em campo com todas as armas para cumprir uma missão transcendental: vencer ou vencer!

A atual campeã do mundo estava bombardeando severamente o adversário quando, num erro de passe inacreditável do craque Toni Kroos, o sueco Toivonem adentrou com maestria a área alemã dominando com categoria a bola no peito e em seguida vencendo com garra o implacável zagueiro Boateng, encobriu divinamente o lendário goleiro alemão Neuer fazendo o estádio olímpico de Fishit explodir de alegria num coro escandinavo ímpar e vibrante de cores que reluziam do azul ao amarelo, refletindo o estado de inigualável emoção e satisfação da apaixonada torcida sueca.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Depois de ter levado um gol épico no primeiro tempo e ainda ter perdido o jogador Rudy, que fora substituído em virtude de uma lesão no nariz, a implacável seleção da Alemanha continuou a sua batalha sem trégua em busca da vitória, e logo nos primeiros dois minutos da etapa final o alemão Marco Reus, num lance de sorte e oportunismo, empatou o jogo ao fazer um gol inacreditável de joelho levando o estádio e a todos que acompanhavam essa sublime partida a um delírio incomensurável de alegria, fé e esperanças de que a história da máquina alemã na Copa do Mundo não acabaria ali.

A cada minuto que passava o jogo ficava mais dramático para a Alemanha, que estava sob um forte contexto emocional que se exponenciou mais ainda com a expulsão do zagueiro Boateng, a cabeçada fulminante de Mario Gomes, defendida poeticamente pelo goleiro Olsen, impedindo o que seria a virada alemã e o forte chute de fora da área por Brand que acertou a trave esquerda sueca rebatendo no atacante Werner e caprichosamente saindo.

O goleiro Neuer chegou a realizar duas grandes defesas, sendo uma delas surreal após escorregar na pequena área, enfim, parecia que tudo estava perdido para a Alemanha, porém nos segundos finais dos acréscimos do segundo tempo, Toni Kroos faz o impossível e imortaliza seu nome na história do futebol com uma cobrança de falta memorável no ângulo superior esquerdo do goleiro sueco Olsen e ressuscita o elenco Alemão na Copa do Mundo da Rússia 2018 provando a tradição e o legado valoroso de quatro títulos mundiais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo