A derrota para o Atlético Paranaense, por 2 a 0, nesta quinta-feira (31), pelo encerramento da oitava rodada do Campeonato Brasileiro, fez o técnico Jair Ventura encarar sua pior sequência de resultados negativos desde que assumiu o Santos. Contando todas as competições que o clube disputa, já são cinco jogos sem vencer, o que mandou o Peixe para a zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro e provocou a ira dos torcedores, que ainda em Curitiba protestaram e durante a madrugada picharam a Vila Belmiro.

Publicidade
Publicidade

No próximo domingo (3), a equipe praiana recebe o Vitória na Vila Belmiro, naquela que pode ser a última chance do treinador se manter no cargo.

Após o jogo contra o Furacão, o treinador comentou sobre sua situação e disse que não pedirá demissão. “É para eu pedir demissão? Não vou. Não tem ninguém covarde para pedir demissão”, disse o treinador santista, acreditando que seu elenco var dar uma resposta à má fase.

Publicidade

Ele revelou ainda que teve uma conversa com o vice-presidente Orlando Rollo – o presidente José Carlos Peres está em Londres com a Seleção Brasileira -, o qual falou que segue confiando em seu trabalho.

No entanto, já existe quem crave que Jair perderá o emprego caso seja derrotado no duelo contra o Vitória, que será disputado no próximo domingo (3), às 16 horas, na Vila Belmiro. Após esse jogo, o Peixe vai até Itaquera fazer o clássico contra Corinthians.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Em 31 jogos dirigindo o Santos, Jair conquistou 12 vitórias, empatou seis vezes e foi derrotado em 13 partidas.

Com mais esse resultado ruim, o time caiu para a 18ª colocação na competição com seis pontos em sete jogos. A equipe tem um jogo a menos que os demais times que estão na parte de baixo da tabela, jogo esse, contra o Vasco, que será realizado no próximo mês. Desde a primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2016 que o time não ficava na zona de rebaixamento.

De lá para cá foram 82 rodadas.

“É uma situação em que nenhum jogador queria estar. Era jogo de seis pontos. Agora é trabalhar, não tem outra coisa para ser feita”, disse o atacante Bruno Henrique, se referindo a situação que o clube se encontra dentro da tabela de classificação.

Vila pichada

Durante a madrugada, a Vila Belmiro teve sua fachada pichada com palavras de protestos. Um dos principais alvos da ira dos torcedores era o atacante Gabriel, que mais uma vez passou em branco.

Publicidade

Também de madrugada, o hotel onde e elenco santista ficou hospedado, em Curitiba, foi invadido por torcedores.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo