Após duas semanas de recesso por conta da Copa do Mundo, o elenco do Fluminense se reapresentou na tarde desta terça-feira (26) no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Inicialmente, o grupo realizou os tradicionais exames médicos. Depois, foi entregue para a preparação física.

As maiores novidades, no entanto, aconteceram fora das quatro linhas. Contratados para substituir, respectivamente, Paulo Autuori e Abel Braga, os novos gerente-executivo Paulo Angioni e técnico Marcelo Oliveira concederam entrevista coletiva pela primeira vez como funcionários do Fluminense.

Na conversa com os jornalistas, ambos falaram sobre suas expectativas e revelaram que trabalham com a possibilidade de três reforços para a continuidade da temporada.

"Ficamos no número de três. Pelas relações que temos, podemos viabilizar contratações nos padrões do clube, m as isso será dentro dos nossos limites e do nosso orçamento", disse Angioni, reforçado por Oliveira.

"Precisamos de três jogadores.

O elenco tem qualidade, mas precisamos de número e de experiência. O Fluminense tem trabalho muito bom de avaliação. Me apresentaram alguns nomes, eu tinha outros na cabeça que estavam nessa lista. Vamos aguardar e ver se acontece. Se não puder um renomado, poderemos trazer reforços que possam somar ao grupo", complementou o treinador, levantando também a hipótese de mudar o esquema e abandonar os três zagueiros do seu antecessor.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

"Tenho preferência por jogar de outra forma. Temos de ter um sistema que seja coletivo. O Fluminense levou mais gols do que fez. Isso é preocupante", explicou Marcelo, que aproveitou para pedir o apoio dos torcedores nesse restante de caminhada.

"Sempre foi muito difícil, para mim, enfrentar o Fluminense no Maracanã. A torcida joga com o time, empurra. Precisamos do apoio da torcida para pontuar em casa.

Tendo um bom ambiente, com entrega, certamente vamos ter vitórias", encerrou.

O primeiro contato de Marcelo Oliveira com os atletas acontecerá na quarta-feira, dia de trabalho em período integral no CT Pedro Antônio. Depois de ocupar a vice-liderança, o Fluminense vem de um momento ruim no Campeonato Brasileiro. Há cinco jogos sem vencer, sendo quatro derrotas consecutivas para Paraná (2 a 1, em Curitiba), Flamengo (2 a 0, em Brasília), Atlético-MG (5 a 2, em Belo Horizonte) e Santos (1 a 0, no Rio), o Tricolor despencou para o 12º lugar com 14 pontos e, no próximo dia 19 de julho, no estádio de São Januário, enfrentará um velho rival, o Vasco.

Além do Brasileirão, o Flu também concentra as suas forças na Copa Sul-Americana. Na primeira etapa do torneio, eliminou o Nacional Potosi, da Bolívia. Na fase seguinte, o adversário será o Defensor Sporting, do Uruguai. O jogo de ida acontece no dia 02 de agosto, no Maracanã. Duas semanas depois, ambos decidem a vaga em Montevidéu.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo