Após duas semanas de recesso por conta da Copa do Mundo, o elenco do Fluminense se reapresentou na tarde desta terça-feira (26) no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Inicialmente, o grupo realizou os tradicionais exames médicos. Depois, foi entregue para a preparação física.

As maiores novidades, no entanto, aconteceram fora das quatro linhas. Contratados para substituir, respectivamente, Paulo Autuori e Abel Braga, os novos gerente-executivo Paulo Angioni e técnico Marcelo Oliveira concederam entrevista coletiva pela primeira vez como funcionários do Fluminense.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal PaixãoPorFutebol

Na conversa com os jornalistas, ambos falaram sobre suas expectativas e revelaram que trabalham com a possibilidade de três reforços para a continuidade da temporada.

"Ficamos no número de três.

Pelas relações que temos, podemos viabilizar contratações nos padrões do clube, m as isso será dentro dos nossos limites e do nosso orçamento", disse Angioni, reforçado por Oliveira.

"Precisamos de três jogadores. O elenco tem qualidade, mas precisamos de número e de experiência. O Fluminense tem trabalho muito bom de avaliação. Me apresentaram alguns nomes, eu tinha outros na cabeça que estavam nessa lista. Vamos aguardar e ver se acontece. Se não puder um renomado, poderemos trazer reforços que possam somar ao grupo", complementou o treinador, levantando também a hipótese de mudar o esquema e abandonar os três zagueiros do seu antecessor.

"Tenho preferência por jogar de outra forma. Temos de ter um sistema que seja coletivo. O Fluminense levou mais gols do que fez. Isso é preocupante", explicou Marcelo, que aproveitou para pedir o apoio dos torcedores nesse restante de caminhada.

"Sempre foi muito difícil, para mim, enfrentar o Fluminense no Maracanã. A torcida joga com o time, empurra. Precisamos do apoio da torcida para pontuar em casa. Tendo um bom ambiente, com entrega, certamente vamos ter vitórias", encerrou.

O primeiro contato de Marcelo Oliveira [VIDEO] com os atletas acontecerá na quarta-feira, dia de trabalho em período integral no CT Pedro Antônio. Depois de ocupar a vice-liderança, o Fluminense vem de um momento ruim no Campeonato Brasileiro. Há cinco jogos sem vencer, sendo quatro derrotas consecutivas para Paraná (2 a 1, em Curitiba), Flamengo (2 a 0, em Brasília), Atlético-MG (5 a 2, em Belo Horizonte) e Santos (1 a 0, no Rio), o Tricolor despencou para o 12º lugar com 14 pontos e, no próximo dia 19 de julho, no estádio de São Januário, enfrentará um velho rival, o Vasco.

Além do Brasileirão, o Flu [VIDEO] também concentra as suas forças na Copa Sul-Americana. Na primeira etapa do torneio, eliminou o Nacional Potosi, da Bolívia. Na fase seguinte, o adversário será o Defensor Sporting, do Uruguai. O jogo de ida acontece no dia 02 de agosto, no Maracanã. Duas semanas depois, ambos decidem a vaga em Montevidéu.