A Croácia é o quarto país a ter sua vaga garantida nas oitavas depois da incrível goleada contra os hermanos por 3 a 0. Com um primeiro tempo de partida muito equilibrado, tudo parecia que iria ser mais um jogo de poucos gols. No entanto, aos 53 minutos de jogo com a falha do goleiro Caballero ficou fácil para Rébic abrir o placar. A vantagem pequena já complicava os hermanos. Logo, o técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, apostou em lançar ao campo Higuaín, Pavón e Dybala em busca de gols.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Com muitos jogadores argentinos mandados ao ataque, sobrava espaço no campo de defesa albiceleste. Aos 53 minutos Rebic marcou o primeiro, aos 80, Modric acertou um chute de fora da área, e Rakitic aos 91 minutos em contra-ataque, que fecharam o passeio.

Argentina depende de resultados paralelos para avançar para oitavas

Com dois jogos disputados, e apenas um ponto conquistado, a seleção da Argentina não depende mais só do seu trabalho para avança de fase, e sim do resultado da partida desta sexta-feira (22), entre Nigéria x Islândia [VIDEO]. Caso os islandeses vençam a partida, os hermanos dependeriam da vitória dos croatas sobre os islandeses. Mesmo assim, teria que golear a seleção da Nigéria na última rodada. Agora, caso os nigerianos vençam a Islândia no jogo desta sexta-feira, os Argentinos podem vir a se classificar na última rodada se a Islândia não vencer a Croácia.

O grupo D, agora, fica assim. Nigeria x Islândia ainda jogam pela segunda rodada

  • Croácia lidera o grupo com 6 pontos. Conquistados na vitória contra a Nigéria e contra a Argentina.
  • Islândia a frente da Argentina pelo saldo de gols e um jogo a menos
  • Argentina em terceiro do grupo. Empate contra a Islândia na primeira rodada e derrota sofrida na segunda rodada contra a Croácia.
  • Nigéria em ultimo do grupo. Derrota sofrida contra a Croácia na primeira rodada e um jogo a menos.

Os vilões da partida

O principal vilão da partida, apontada pelos próprios torcedores da Argentina, seria o próprio técnico, Jorge Sampaoli.

Com empate na primeira rodada, Sampaoli mexeu no time para enfrentar a Croácia. Alguns jogadores foram trocados e a formação também foi mudada. Entretanto, de nada adiantou.

Messi, também apontado como vilão, não criou muitas chances possíveis de gol. A nova formação da Argentina acabou deixando o craque apagado na partida e acabou atuando mais de volante do que atacante.

Não podemos esquecer do goleiro, que facilitou a vida dos croatas.