Na tarde desta terça-feira, 12, o Fluminense [VIDEO] encerrou no CT Pedro Antônio na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, a sua preparação para o jogo de quarta-feira às 19 horas (de Brasília), no Maracanã, diante do Santos, válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, a última antes da parada do torneio devido ao início da Copa do Mundo na Rússia. Na atividade, mais uma vez fechada aos jornalistas, o técnico Abel Braga enfatizou a movimentação dos jogadores. Em seguida, o elenco fez um trabalho tático em campo reduzido.

O time segue indefinido. A dúvida é se Gilberto, que sofreu uma entorse no tornozelo direito na derrota de 5 a 2 para o Atlético-MG no último domingo, em Belo Horizonte, estará em campo.

Caso não tenha condições de jogo, e como Léo também está entregue ao departamento médico, Matheus Norton, volante de origem, atuará improvisado na lateral-direita. De certo, são os retornos dos zagueiros Gum e Renato Chaves, que foram poupados no último domingo por conta de desgaste físico.

Depois de um bom começo e de alcançar a vice-liderança, o Fluminense vem de um jejum de quatro partidas sem vitórias e, no momento, com 14 pontos, ocupa o modesto 11º lugar no Brasileirão.

Presidente Abad se posiciona oficialmente sobre situação difícil de Gustavo Scarpa

Se dentro de campo o assunto é o Santos, fora das quatro linhas o Fluminense segue acompanhando a novela Gustavo Scarpa [VIDEO]. Em entrevista concedida à Revista Isto É, o presidente do clube das Laranjeiras, Pedro Abad, deu a sua posição oficial sobre a situação.

Lembrando a decisão da 70ª Vara de Trabalho que determinava a reintegração dos direitos federativos do meia ao Tricolor, o mandatário disse que está aberto a ouvir propostas pelo jogador.

Alegando não ter recebido salários e outros benefícios nos últimos três meses do ano passado, Scarpa vem tentando o rompimento de seu vínculo com o Fluminense para retornar ao Palmeiras. Questionado, Abad não descartou uma conversa com o time paulista para chegarem a um acordo.

"Nós estamos dispostos a falar com qualquer time, não só o Palmeiras. Desde que venha com uma proposta justa e que interesse ao clube e ao jogador. Problema zero com o Palmeiras. Essa é uma decisão entre as partes. Deixe eles ligarem", encerrou.

Gustavo Scarpa e seus empresários já avisaram que continuarão lutando na Justiça. Ao mesmo tempo, o Palmeiras admite entrar em contato com o Fluminense, podendo, inclusive, oferecer alguns atletas aos cariocas.