Nem o favoritismo e nem o talento de Falcao García, Cuadrado e James Rodriguez foram suficientes para a Colômbia nesta terça-feira, dia 19. Enfrentando o Japão em sua estreia na Copa pelo Grupo H, o time não conseguiu segurar a valentia dos nipônicos, que venceram por 2 a 1, com gols de Kagawa e Osako. Quintero marcou o gol dos colombianos, empatando a partida ainda no primeiro tempo, mas o tento não foi o bastante para evitar a derrota da equipe sul-americana na Arena Mordovia.

Publicidade
Publicidade

O jogo

Sem James Rodriguez, que começou no banco devido a desgastes físicos, a Colômbia tentou se fazer valer de seu favoristimo. A equipe que supreendeu em 2014 contava com a volta do atacante Falcao García, que não disputou o último Mundial, para balançar as redes do Japão. Mas foram os asiáticos que surpreenderam e abriram o placar.

Logo no início da partida, aos 3 minutos de jogo, a defesa da Colômbia deu uma bobeada imperdoável e a bola sobrou para Kagawa, que soltou uma bomba em direção ao desprotegido gol.

Sánchez cortou com a mão, levou o vermelho e viu o árbitro marcar pênalti para o Japão. O próprio Kagawa bateu no canto esquerdo do goleiro Ospina e abriu o placar para os japoneses.

Mesmo com um a menos, a Colômbia precisou partir para cima para tentar empatar a partida. Para recuperar espaço no meio de campo, o técnico colombiano José Pékerman tirou Cuadrado para colocar o volante Wilmar Barrios. A estratégia surgiu efeito, e os sul-americanos passaram a tentar pressionar os japoneses, que buscavam o contra-ataque.

Publicidade

Aos 36, García foi derrubado na entrada da área e o juiz marcou falta. Quintero bateu rasteiro, a bola passou por baixo de todo mundo e enganou o goleiro Kawashima, que aceitou. Era o empate da Colômbia, que respirava aliviada com a possibilidade de garantir ao menos um ponto.

Mas o Japão estava determinado a conseguir sua primeira vitória contra sul-americanos na história das Copas. Com paciência e aplicação tática, os asiáticos foram para cima da Colômbia.

Aos 14 do segundo tempo, Pékerman tirou Quintero para a entrada de James Rodriguez, buscando um lampejo de inspiração do astro para tentar garantir a vitória, ou pelo menos segurar o empate. Apagado, o meia não correspondeu, e o Japão conseguiu sua recompensa.

Aos 27 da segunda etapa, Osako aproveitou cobrança de escanteio para cabecear para o fundo das redes de Ospina e sacramentar a vitória dos comandados de Akira Nishino, que assumiu a equipe há apenas dois meses.

Publicidade

Dali pra frente, foi só administrar o placar e celebrar muito a vitória.

Próximos compromissos

Com a má estreia, a Colômbia agora se prepara para enfrentar a Polônia no próximo domingo, dia 24. Já o Japão pega o Senegal no mesmo dia. As equipes de Robert Lewandowski e Sadio Mané estreiam na Copa também nesta terça-feira, em partida iniciada a partir das 12h, no horário de Brasília.

Após as últimas estreias da Copa 2018, a segunda fase irá se iniciar ainda nesta terça.

Publicidade

Depois de aplicar uma sonora goleada na Arábia Saudita na primeira partida do torneio, a anfitriã Rússia pega o Egito de Mohamed Salah a partir das 15h de Brasília, no Estádio São Peterbusrgo, pelo Grupo A.

Principal estrela do time africano, Salah ainda não estreou [VIDEO] na Copa, já que estava se recuperando de lesão sofrida na final da Liga dos Campeões, disputada entre o Liverpool e Real Madrid e vencida pelos merengues em cima da equipe inglesa. O Egito disputou sua primeira partida na Copa contra o Uruguai, e perdeu por 1 a 0, com gol de Giménez no final do jogo. A equipe tenta se reabilitar contra os donos da casa para não dar adeus ao torneio de forma antecipada ainda na primeira fase.

Leia tudo