A sexta-feira está sendo encarada com uma certa tristeza pelos torcedores do mundo inteiro. Pela primeira vez desde o dia 14 de junho, data do início da Copa do Mundo com a goleada da anfitriã Rússia por 5x0 sobre a Arábia Saudita, não haverá jogo. A quinta marcou a rodada final da fase de grupos e o esperado mata-mata, com as oitavas, inicia neste sábado.

Publicidade
Publicidade

Polêmica de quem menos se esperava

Mas o desfecho das chaves terminou com uma certa polêmica. O Japão, país conhecido pela postura correta, ética e em defesa das regras, adotou uma postura um tanto quanto questionável. Nesta quinta-feira, os japoneses demonstraram estar satisfeitos com a derrota por 1x0 diante da Polônia e, no final do segundo tempo, apenas tocavam a bola deixando o tempo passar, sem agredir ou tentar marcar um gol no adversário.

Oitavas da Copa estão definidas
Oitavas da Copa estão definidas

É que, no jogo simultâneo do grupo, a Colômbia ia vencendo Senegal por 1x0, em resultado que classificava o time da Ásia pelo critério do número de cartões amarelos ser mais favorável que os senegaleses. Caso a Polônia marcasse mais um gol, o Japão ficaria de fora. A postura dos asiáticos foi muito criticada nos programas de mesa redonda e nas redes sociais. Mas o fato é que eles avançaram em segundo no grupo dominado pela Colômbia.

Sábado de grandes jogos

Em Kazan, a partir das 11h deste sábado, ocorre o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Mundo e as expectativas não poderiam ser maiores, já que duas campeãs mundiais estarão envolvidas.

Publicidade

De um lado estará a França, líder do Grupo C, mas que não convenceu nem teve boa atuação nos seus três jogos. Nomes como Pogba, Griezmann e Mbappé ainda devem um melhor futebol na Rússia.

Do outro lado, a Argentina tenta seguir no Mundial e dar fim ao verdadeiro drama que tem marcado sua participação em solo russo. A classificação às oitavas só veio aos 40 minutos do segundo tempo do jogo contra a Nigéria, quando o lateral-esquerdo Marcos Rojo apareceu na área para marcar de perna direita.

A expectativa fica por conta de Lionel Messi, que voltou a jogar bem e ser decisivo contra os africanos.

No jogo de fundo, 15h, em Socchi, a fortaleza defensiva do Uruguai, que ainda não tomou gols nesse Mundial, buscará barrar Cristiano Ronaldo e seus companheiros de Portugal. Os uruguaios são, ao lado de Croácia e Bélgica, os únicos que venceram os três jogos da Copa até agora.

Brasil e Bélgica podem garantir confronto na segunda-feira

Um aguardado Brasil x Bélgica pode ser chancelado na próxima segunda-feira.

Publicidade

Às 11h, em Samara, os brasileiros são favoritos diante de um México que largou bem no Mundial ao vencer a Alemanha e a Coreia, mas decepcionou no jogo final do grupo ao levar 3x0 da Suécia, a líder do Grupo F.

Pelo lado brasileiro, a expectativa fica por conta do retorno do lateral-esquerdo Marcelo, que deixou o jogo contra a Sérvia logo no início por conta de dores na região lombar.

Já a Bélgica, 100% na Copa até aqui, é franca favorita diante da seleção do Japão. Se ambos vencerem, Brasil e Bélgica se reencontram depois daquelas oitavas de final de 2002 e fazem as quartas na Rússia.

Publicidade

Lado oposto da chave tem Espanha como favorita

Se confirmar o seu favoritismo, a campeã de 2010 pode avançar no lado oposto da chave. A Espanha, no domingo, desafia os anfitriões russos às 11h em Moscou. Se passar, encara o vencedor de Croácia x Dinamarca, que jogam em Nizhni no mesmo dia às 15h.

Os dois últimos confrontos estão marcados para a terça-feira e fecham o primeiro mata-mata do Mundial de 2018. Em São Petesburgo, 11h, Suécia e Suíça brigam por uma vaga às quartas de final, onde aguardariam o ganhador de Colômbia x Inglaterra, que jogam no mesmo dia às 15h, em Moscou.

Leia tudo