A parada de 30 dias para a disputa da Copa do Mundo, que será realizada na Rússia, pode trazer muitos benefícios para os clubes brasileiros.

Times que tiveram problemas com lesões de jogadores poderão recuperar seus atletas e condicioná-los. Treinadores com dificuldades de impor seu estilo de jogo terão a chance de aperfeiçoar ainda mais suas formações.

Mas a parada da Copa, para alguns clubes, pode não ser tão positiva assim. É o caso do Palmeiras.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

O volante Tchê Tchê recebeu proposta muito boa do Futebol da Ucrânia e aceitou. O Verdão, que não gastou nada na contratação, ganhará 100% do valor. O Osasco Audax, clube formador, receberá uma pequena parcela.

O lateral João Pedro, que estava no Bahia, foi negociado com o Porto-POR. O jogador também era do Alviverde e estava emprestado para o time de Salvador. Cria da base, a receita será inteiramente do Palmeiras. O Bahia receberá um valor simbólico pelo serviço de vitrine.

E Keno?

Em 2016, Keno chegou após boa temporada no Santa Cruz. O atacante foi contratado por sua habilidade e velocidade. Já no time pernambucano, o jogador fazia boas partidas.

Aos poucos, Keno foi conquistando seu espaço no time de Roger Machado. Antes de se machucar, era titular absoluto da equipe. Aproveitou-se da ausência de Miguel Borja, que foi defender a seleção colombiana, e fez parceria com Willian no ataque palmeirense.

De acordo com alguns veículos de imprensa, Keno recebeu proposta do Al Nassr. O time da Arábia Saudita está disposto a pagar 8 milhões de euros (R$ 35 milhões).

O documento com os valores, no entanto, não empolgou muito os dirigentes palmeirenses.

Se vender Keno, o Alviverde terá 100% dos valores. O dinheiro poderá ser usado para novos reforços. Um zagueiro e um meio-campista estão no radar.

Duelo importante na quarta-feira

Um dia antes do primeiro jogo da Copa do Mundo na Rússia, o Palmeiras receberá o Flamengo [VIDEO] no Allianz Parque. E o jogo tomou ares de decisão. O time carioca disparou na frente na tabela de classificação [VIDEO] e o Verdão perdeu dois pontos contra o Ceará. Na sexta posição, o time de Roger Machado pode diminuir a diferença e sair para a pausa da Copa mais tranquilo.

O treinador não poderá escalar o atacante Keno e o lateral Diogo Barbosa, ambos machucados. Antônio Carlos, que sentiu dores antes do duelo no Castelão, não deverá ser problemas e deve reassumir a posição na defesa. O goleiro reserva Fernando Prass, que também sentiu dores e foi cortado, deve ser relacionado.

Felipe Melo e Bruno Henrique, ausências muito sentidas, voltarão.