A Copa do Mundo da Rússia 2018 está sendo marcada por excelentes e memoráveis partidas e todas as seleções [VIDEO] estão dando o seu máximo com eficientes estratégias e táticas Futebolísticas atuais.

Na última sexta-feira (15), os amantes do futebol em todo o mundo puderam contemplar um jogaço entre portugueses e espanhóis, que antes mesmo de acontecer já estava sob uma intensa e emocionante expectativa. Tanta discussão tem suas célebres razões, afinal a seleção espanhola tem em sua cintilante formação a base dos vencedores times de futebol da atualidade, Barcelona e Real Madrid, e a portuguesa tem em seu elenco o maior e melhor jogador da atualidade, que é Cristiano Ronaldo.

Os touros espanhóis são respeitados em todo o mundo por um futebol caprichado e inteligente, orquestrado por um exímio toque de bola capaz de encantar e alegrar a todos que estiverem contemplando. Após o início do jogo, o fenomenal Cristiano Ronaldo [VIDEO] numa pedalada épica conseguiu sofrer um pênalti, que com categoria converteu o primeiro gol para Portugal, contudo o craque Diego Costa, da Espanha, deixou tudo igual depois de fazer a defesa portuguesa bailar e tombar com um gol magistral.

Antes que o primeiro tempo da partida chegasse ao final, o inefável gajo Ronaldo aproveitou mais uma oportunidade para mandar uma bomba de canhão da entrada da área e mais uma vez dilacerar a defesa espanhola e constranger o goleiro De Gea, que protagonizou um frangasso histórico diante das lentes e todos os dispositivos que estão registrando cada segundo mágico da Copa da Rússia 2018.

Eis que o segundo tempo do espetáculo chega com grande expectativa e a Espanha mostra a sua força, seu legado, sua tradição e a sua emblemática história que a consagrou como campeã mundial de Futebol em 2010, e vira o jogo sobre os portugueses com mais um gol de Diego Costa e um golaço de fora da área de Nacho, que de vilão passou a herói, pois no primeiro tempo tinha sido o autor do pênalti sobre o gênio da bola, Cristiano Ronaldo.

Tudo parecia estar consolidado com os grandes cinco gols finalizados até ali em Sochi, afinal o mundo estava de alma lavada por testemunhar uma partida de futebol tão épica, ímpar e especial, enfim uma verdadeira aula de história avatada num elegante duelo de futebol, então, o que mais de impactante poderia acontecer sabendo que o apito final estava iminente?

Aos 42 minutos do segundo tempo, Portugal sofre uma falta muito próxima à grande área do adversário e um lance épico vai entrar para a história das copas. As câmeras do mundo todo focam no gênio lusitano e testemunham um ritual de concentração singular, onde ele vislumbra a bola e o gol, seguido de uma profunda respiração enigmática, que chega a assombrar os mais céticos críticos futebolísticos, torcedores otimistas e pessimistas.

Cristiano Ronaldo bate com uma maestria cirúrgica na bola encobrindo a barreira de touros espanhóis, deixando o goleiro De Gea mais uma vez atônito, a mídia esportiva mundial sem palavras, a torcida portuguesa estupefata de alegria e sela a partida como salvador da pátria Lusitana.