O mercado da bola no futebol brasileiro foi sacudido nesta semana por conta da quase fechada venda do atacante santista Rodrygo para o Real Madrid [VIDEO] ao preço estipulado de 45 milhões de euros, cerca de 202 milhões de reais. Agora, a diretoria do Santos busca achar uma maneira de fazer com que a joia de 17 anos fique por mais tempo na Vila Belmiro.

Em declaração dada a jornalistas logo após uma reunião do Conselho Deliberativo, o presidente José Carlos Peres revelou os planos do clube para segurar um pouco mais o jogador.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Santos

“Estamos montando projeto para oferecer à família. Fazer em torno dele um projeto de marketing”, disse o mandatário, confiando que este projeto trará mais torcedores. No entanto, ele admitiu que a missão não será fácil.

“É difícil segurar. Quando se fala em projeto, depende da família e do próprio jogador”.

De qualquer maneira, a presença do jogador está garantida até dezembro, uma vez que a legislação permite que o atleta vá para o exterior quando tiver 18 anos completos, idade que ele atingirá apenas em janeiro. A ideia do Conselho, no entanto, é fazer a venda, receber o valor à vista, mas só enviá-lo ao no clube no final do ano que vem. O Raio, como vem sendo chamado por alguns veículos de imprensa, foi promovido ao elenco profissional do Santos no ano passado e na atual temporada já disputou 28 jogos e marcou nove gols, sendo três deles apenas no duelo contra o Vitória, domingo passado, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Pode se aproximar de 900 milhões em vendas

A ida de Rodrygo para o Real Madrid poderá fazer o Peixe se aproximar da marca de 900 milhões de reais somente com venda de jogadores para o exterior [VIDEO].

É o que mostra um levantamento publicado pelo canal por assinatura ESPN Brasil, que leva em conta as transações feitas desde 2002, ano em que surgiram Robinho e Diego, com valores atualizados pelo IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado).

Ainda sem considerar a venda do Raio, o Santos já acumula 514,2 milhões de reais com a venda de jogadores, mas quando aplicada a correção, o montante sobe para 740 milhões de reais. Como detém 80% dos direitos federativos de Rodrygo, caso a venda seja mesmo concretizada pelos valores que vem sendo divulgados, o alvinegro embolsaria 162 milhões de reais.

A quantia pela joia é recorde desde 2005, quando Robinho foi vendido também para o Real Madrid. O Peixe fechou aquele recebendo R$ 93,5 milhões. Se considerada a correção, o valor salta para mais de 190 milhões. Em 2013, o Santos recebeu 62,4 milhões de reais por Neymar, o que corrigido bateria a cifra de quase 80 milhões.