A Copa do Mundo de 2018 não começou nada animadora para os representantes da América do Sul. Dos cinco países classificados ao Mundial da Rússia, incluindo o Brasil, apenas o Uruguai obteve um resultado positivo em sua partida de estreia. Com muito sufoco, os uruguaios venceram o Egito [VIDEO] por 1x0 já no "apagar das luzes" com um belo gol de cabeça marcado por Gimenez.

Essa foi a única vitória dos representantes da Conmebol na primeira rodada da fase de grupos da Copa. O Uruguai, aliás, tentará garantir a sua classificação às oitavas de final nesta quarta-feira, quando será amplamente favorito no duelo contra a Arábia Saudita, que vem de pesada derrota por 5x0 para a anfitriã Rússia.

Argentina de Messi decepciona

Como favorita, a Argentina abriu sua caminhada no Mundial diante da Islândia e não saiu do incômodo placar de 1x1. O primeiro gol até foi dos argentinos, com Kun Aguero, mas os valentes islandeses buscaram o empate e atrapalharam a vida dos comandados de Jorge Sampaoli.

Messi, mais uma vez, mostrou que não consegue deslanchar com a sua seleção. Ele teve um pênalti para recolocar a Argentina na frente, mas acabou parando no iluminado goleiro Halldorsson, que além de defender a penalidade máxima ainda fez no mínimo outras três grandes defesas ao longo da partida.

No Grupo D, a Argentina pega a Croácia na segunda rodada e precisa de um resultado positivo para não complicar a sua classificação. Sampaoli deve fazer até cinco mudanças no time para o jogo desta quinta-feira.

Peru também perde pênalti

Surpresa nas Eliminatórias Sul-Americanas, o Peru largou com derrota na Copa ao perder por 1x0 para a Dinamarca na primeira rodada do Grupo C, que ainda tem França e Austrália. O meia Cueva, velho conhecido da torcida do São Paulo, ficou marcado negativamente nesta partida por ter isolado uma penalidade máxima.

O Peru tem um grande desafio na quinta-feira contra a França, e precisa pontuar para evitar uma precoce eliminação.

Brasil, Brasil...

O primeiro tempo até foi animador. Com infiltrações, tabelas rápidas e arremates a gol, o Brasil indicou que poderia vencer a Suiça até com alguma naturalidade pelo que demonstrou nos primeiros 45 minutos, quando já vencia por 1x0 com um gol de placa de Philippe Coutinho.

Mas a volta do intervalo trouxe prejuízos e preocupações. Zuber, de cabeça, empatou - em lance que claramente empurrou o zagueiro Miranda. Os brasileiros pediram ao árbitro mexicano Cesar Ramos o uso do árbitro de vídeo, o VAR, que acabou não sendo requisitado.

No início dessa semana, a CBF entrou com uma representação junto à Fifa pedindo esclarecimentos por essa jogada e também por um suposto pênalti não marcado em Gabriel Jesus.

Polêmicas à parte, o Brasil não saiu do 1x1 e frustrou seus torcedores que esperavam uma estreia melhor. Na sexta-feira, 9h, o time de Tite vai tentar espantar a sina negativa sul-americana [VIDEO] nesta Copa contra a Costa Rica, em São Petesburgo, pela segunda rodada do Grupo E.

Colômbia não "salva" o continente

Última seleção sul-americana a jogar, a Colômbia teve uma derrota até certo ponto surpreendente diante do Japão, nesta terça-feira, pelo Grupo H. Foi a primeira vez na história que os japoneses bateram um sul-americano em uma Copa.

E o resultado começou a ser construído logo aos 3 minutos com a expulsão de Sanchez, que botou a mão na bola dentro da área e gerou o primeiro gol de Kagawa, de pênalti. E embora não tenha a tradição da bola aérea, o Japão garantiu a vitória com um gol de cabeça marcado por Osako: 2x1.

Para evitar a eliminação precoce, a Colômbia precisará de um bom resultado diante da Polônia, que perdeu para Senegal, no próximo domingo.