A 9ª rodada do Campeonato Brasileiro foi marcada pela queda de três treinadores após derrotas de seus times em casa. A primeira aconteceu ainda no sábado (2), quando Zé Ricardo pediu demissão do Vasco após a derrota no clássico vovô, para o Botafogo, em São Januário, por 2 x 1. Um segundo técnico que pediu demissão foi Jorginho, recém-chegado ao Ceará. O treinador só comandou o alvinegro cearense em três partidas, com três derrotas. Após perder em casa para o Cruzeiro por 1 x 0, Jorginho decidiu pedir demissão do clube alegando problemas pessoais.

Publicidade

Guto Ferreira foi o único dos três que foi demitido. O Bahia resolveu demitir o treinador após a derrota por 2 x 0, em casa, diante do Grêmio.

Desde o início do Campeonato Brasileiro, já foram seis trocas de técnicos. Os outros três treinadores que saíram de seus clubes foram Marcelo Chamusca, do próprio Ceará, Nelsinho Baptista, que pediu demissão do Sport, e Fábio Carille, treinador bicampeão Paulista e Campeão Brasileiro pelo Corinthians que aceitou proposta da Arábia e deixou o clube.

Vergonha da rodada

Um fato vergonhoso manchou a rodada do Brasileirão esse final de semana.

O Atlético Mineiro foi eliminado pela Chapecoense na Copa do Brasil. Os dois times iriam se reencontrar no sábado, no Horto. O clube catarinense conseguiu arrancar um empate por 3 x 3 com o galo mineiro. Alguns torcedores do Atlético resolveram mostrar sua indignação nas redes sociais e lembraram o desastre de avião que a Chape sofreu em 2016 que deixou 71 mortes, entre torcedores, dirigentes, jornalistas, comissão técnica e jogadores.

"tomara que esses jogadores de hoje da Chape morram tudo. Vão cair de novo", disse um dos atleticanos.

Publicidade

Rafael Henzel, jornalista que sobreviveu ao acidente, comentou no Twitter que é preciso identificar esses "idiotas travestidos de torcedores". E disse se tratar de um desrespeito não apenas com o Brasil e com o mundo, mas principalmente com as famílias que perderam seus entes queridos.

Destaques da rodada

Willian Bigode talvez seja atualmente o melhor jogador do elenco palmeirense. O atleta não tem a mesma pompa de Dudu, Lucas Lima e Borja, por exemplo, mas é quem vem decidindo os jogos. O que aconteceu novamente no sábado, quando com dois gols virou o clássico contra o São Paulo.

O jovem Rodrygo, de apenas 17 anos, é o grande destaque do Santos e já é apontado como o novo craque dos meninos da Vila. O garoto marcou três gols na vitória santista por 5 x 2 contra o Vitória. Durante a semana, torcedores uniformizados do clube tentaram invadir o CT Rei Pelé. O garoto deu um pouco mais de tranquilidade para Jair Ventura trabalhar durante a semana.

Mas nem só de destaques positivos vive o Futebol. Exemplo disso é Henrique Dourado. O Ceifador foi artilheiro do Brasileiro ano passado, junto com Jô, e se valorizou no mercado.

Publicidade

O Flamengo pagou uma bolada pelo atleta, já que não podia contar com Guerreio, suspenso. O atacante chegou com fama de artilheiro, mas não está conseguindo cair nas graças da torcida. Jogou muito mal contra o Corinthians e foi substituído em meio a vais da arquibancada. O garoto da base Felipe Vizeu entrou no seu lugar. O momento de Dourado é tão ruim que até quando ele está no banco as coisas pioram. Vizeu foi o autor do único gol da partida que manteve a liderança do Brasileirão para o Flamengo.

Outros dois jogadores que saíram vaiados por suas torcidas foram Fabrício, do Vasco, aquele estouradinho mesmo que já fez gesto obsceno para a torcida do Inter quando jogava por lá. O outro foi William Potcker, atacante colorado que ainda não conseguiu mostrar o bom futebol que o destacou quando jogava na Ponte Preta.