A 9ª rodada do Campeonato Brasileiro [VIDEO] foi marcada pela queda de três treinadores após derrotas de seus times em casa. A primeira aconteceu ainda no sábado (2), quando Zé Ricardo pediu demissão do Vasco após a derrota no clássico vovô, para o Botafogo, em São Januário, por 2 x 1. Um segundo técnico que pediu demissão foi Jorginho, recém-chegado ao Ceará. O treinador só comandou o alvinegro cearense em três partidas, com três derrotas. Após perder em casa para o Cruzeiro por 1 x 0, Jorginho decidiu pedir demissão do clube alegando problemas pessoais.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Guto Ferreira foi o único dos três que foi demitido. O Bahia resolveu demitir o treinador após a derrota por 2 x 0, em casa, diante do Grêmio.

Desde o início do Campeonato Brasileiro [VIDEO], já foram seis trocas de técnicos.

Os outros três treinadores que saíram de seus clubes foram Marcelo Chamusca, do próprio Ceará, Nelsinho Baptista, que pediu demissão do Sport, e Fábio Carille, treinador bicampeão Paulista e Campeão Brasileiro pelo Corinthians que aceitou proposta da Arábia e deixou o clube.

Vergonha da rodada

Um fato vergonhoso manchou a rodada do Brasileirão esse final de semana. O Atlético Mineiro foi eliminado pela Chapecoense na Copa do Brasil. Os dois times iriam se reencontrar no sábado, no Horto. O clube catarinense conseguiu arrancar um empate por 3 x 3 com o galo mineiro. Alguns torcedores do Atlético resolveram mostrar sua indignação nas redes sociais e lembraram o desastre de avião que a Chape sofreu em 2016 que deixou 71 mortes, entre torcedores, dirigentes, jornalistas, comissão técnica e jogadores.

"tomara que esses jogadores de hoje da Chape morram tudo. Vão cair de novo", disse um dos atleticanos.

Rafael Henzel, jornalista que sobreviveu ao acidente, comentou no Twitter que é preciso identificar esses "idiotas travestidos de torcedores". E disse se tratar de um desrespeito não apenas com o Brasil e com o mundo, mas principalmente com as famílias que perderam seus entes queridos.

Destaques da rodada

Willian Bigode talvez seja atualmente o melhor jogador do elenco palmeirense. O atleta não tem a mesma pompa de Dudu, Lucas Lima e Borja, por exemplo, mas é quem vem decidindo os jogos. O que aconteceu novamente no sábado, quando com dois gols virou o clássico contra o São Paulo.

O jovem Rodrygo, de apenas 17 anos, é o grande destaque do Santos e já é apontado como o novo craque dos meninos da Vila. O garoto marcou três gols na vitória santista por 5 x 2 contra o Vitória. Durante a semana, torcedores uniformizados do clube tentaram invadir o CT Rei Pelé. O garoto deu um pouco mais de tranquilidade para Jair Ventura trabalhar durante a semana.

Mas nem só de destaques positivos vive o Futebol. Exemplo disso é Henrique Dourado. O Ceifador foi artilheiro do Brasileiro ano passado, junto com Jô, e se valorizou no mercado. O Flamengo pagou uma bolada pelo atleta, já que não podia contar com Guerreio, suspenso. O atacante chegou com fama de artilheiro, mas não está conseguindo cair nas graças da torcida. Jogou muito mal contra o Corinthians e foi substituído em meio a vais da arquibancada. O garoto da base Felipe Vizeu entrou no seu lugar. O momento de Dourado é tão ruim que até quando ele está no banco as coisas pioram. Vizeu foi o autor do único gol da partida que manteve a liderança do Brasileirão para o Flamengo.

Outros dois jogadores que saíram vaiados por suas torcidas foram Fabrício, do Vasco, aquele estouradinho mesmo que já fez gesto obsceno para a torcida do Inter quando jogava por lá. O outro foi William Potcker, atacante colorado que ainda não conseguiu mostrar o bom futebol que o destacou quando jogava na Ponte Preta.