A seleção uruguaia bateu a Arábia Saudita, por 1 a 0, pela segunda rodada do grupo A, nesta quarta-feira (20), na Arena Rostov, e se classificou para a próxima fase da Copa do Mundo. 42.678 pessoas estiveram no estádio e presenciaram o centésimo jogo de Luis Suárez com a camisa da Celeste Olímpica. O craque do Barcelona marcou o gol do jogo, o de número 52 representando sua pátria.

Outro ponto importante a ser ressaltado é mais um recorde realizado por Suárez: ele é o único jogador do seu país a fazer gol em três edições diferentes do torneio mundial; três na África, em 2010, dois no Brasil, em 2014, e um nessa edição atual.

Precisando obter mais um resultado positivo para avançar às oitavas, a formação da Celeste foi composta no esquema 4-4-2, com Muslera, Varela, Godín, Giménez, Cáceres, Bentancur, Vecino, Carlos Sánchez, Cristian Rodríguez, Cavani e Suárez.

A Arábia, tentando se recuperar da goleada de 5 a 0 sofrida contra os russos na estreia, no dia, (14), adotou um esquema com maior proteção no meio de campo, atuando no 4-5-1. O técnico Juan Antonio Pizzi, escalou: Al-Owais, Al-Alburayk, Osama Hawsawi, Al-Boleahi, Al-Shahrani, Ateef, Al-Jassim, Al-Faraj, Hattan Bahbir, Al-Dawsari e Al-Muwallad.

Assim como na primeira partida, a bola parada foi novamente um trunfo para o Uruguai sair com o objetivo cumprido. Aos 22 minutos da etapa inicial, Sánchez bateu um escanteio do lado esquerdo para dentro da área, o goleiro Alowais saiu mal de sua meta e Luis Suárez aproveitou para finalizar para o fundo das redes, 1 a 0.

No segundo tempo, o atacante do Paris Saint-Germain, Cavani, teve uma grande oportunidade para ampliar a diferença no placar. O centroavante protagonizou um bom lance no meio-campo, depois colocou a bola para correr, partindo para cima do zagueiro.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Futebol

Durante a disputa, o saudita se atrapalhou e a chance cara a cara com o arqueiro árabe surgiu aos 40’.

Na conclusão, o pé esquerdo do goleiro Al-Owais salvou seu time de levar mais um gol, atenuando um pouco a falha cometida pelo defensor no único tento do duelo. Mesmo sendo um encontro com muita entrega física das duas equipes, o confronto acabou sem cartões; o árbitro francês, Clemente Turpin, apitou o final, aos 49’.

Tanto Egito quanto Arábia Saudita estão eliminados da sequência do campeonato e farão a despedida em um confronto em Volgogrado, na segunda-feira (25), às 11h (horário de Brasília).

A partida ocorrerá ao mesmo tempo que Uruguai e Rússia, em Samara, valendo a liderança do grupo A.

O Uruguai tem seis pontos e ocupa a segunda colocação, abaixo da Rússia, que também tem dois triunfos até aqui, porém, com um saldo de gols melhor, sete no total, contra dois do time treinado por Óscar Tabárez. A seleção da casa, dirigida por Stanislav Cherchesov, pode empatar que garantirá a primeira colocada.

Substituições

  • Arábia- Al-Jassim por Al-Moghawi, Hattan Bahbir por Kanno e Al-Muwallad por Al-Sahlawi.
  • Uruguai- Cristian Rodríguez por Laxalt, Vecino por Torreira e Carlos Sánchez por Nández.
Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo