O relógio do árbitro já se aproximava dos 50 minutos do segundo tempo quando Douglas Costa, de atuação imprescindível para o Brasil no segundo tempo, acha Neymar livre na grande área. O camisa 10 só tem o trabalho de empurrar a bola para as redes e decretar a fundamental vitória por 2x0 sobre a Costa Rica nesta sexta-feira, em São Petesburgo, pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo [VIDEO].

Na comemoração do gol, Neymar vibra com os companheiros, com a torcida e faz o famoso gesto com as mãos de que "acabou". Possivelmente, se referia ao jogo e ao sufoco passado ao longo do enfrentamento contra os costarriquenhos.

Porque, logo a seguir, com o duelo já encerrado, uma cena protagonizada pelo camisa 10 da seleção rendeu inúmeros comentários ao longo da sexta e reacendeu o debate sobre o seu estado emocional.

Alívio, felicidade, cansaço... o grupo brasileiro se misturava em diferentes sentimentos após o jogo. Agachado no centro do gramado, Neymar resumiu todos esses sentimentos com as mãos em frente ao rosto e desabou. Copiosamente, chorou por alguns bons segundos até ser notado pelos demais jogadores. O primeiro a ver, aliás, foi um jogador adversário, que fez um afago em sua cabeça.

Em seguida, os atletas brasileiros foram confortar e abraçar o craque brasileiro. Um deles foi Thiago Silva, o capitão na vitória sobre a Costa Rica, que revelou aos jornalistas o que disse a Neymar naquele momento de pura sensibilidade e emoção:

"Acho que tem que desabafar, tirou um grande peso das costas.

Para o próximo jogo ele já vai estar mais tranquilo. Chorar faz bem, falei para ele: 'Chora mesmo, só você sabe o que passou para estar aqui nesta Copa'", disse o zagueiro brasileiro, que protagonizou cena semelhante durante os pênaltis de Brasil x Chile, nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014.

Postagem na internet e defesa de Tite

O próprio Neymar fez uma postagem nas suas redes sociais falando sobre o que sentia após a partida. A mensagem tem um claro tom de desabafo:

"Nem todos sabem o q passei pra chegar até aqui,falar até papagaio fala, agora fazer...O choro é de alegria, de superação, de garra. Na minha vida as coisas nunca foram fáceis, não seria agora né! O sonho continua, sonho não, OBJETIVO! Parabéns pela partida rapaziada,vcs são F***", escreveu.

Veja a postagem do craque registrada no seu Twitter pessoal:

Como não poderia deixar de ser, o técnico [VIDEO] Tite foi perguntado sobre o seu principal jogador durante a entrevista coletiva.

Compreensível, o treinador defendeu Neymar, projetou evolução com o passar dos jogos e relembrou a grave lesão que o atleta teve no pé, que exigiu cirurgia e o tirou de atividade por aproximadamente um período de três meses.

"Acaba sendo desumano colocar a responsabilidade toda em cima de apenas um atleta. O Neymar ficou 3 meses e meio parado por causa da lesão que teve. Ele é um ser humano, como todos os outros, e precisa de tempo para retomar o padrão alto. Ele tem a responsabilidade, a alegria, a pressão e a coragem pra externar esse sentimento. Mas se tu me pergunta se ele vai chegar a esse padrão de novo? Sim, vai. Vai chegar", projetou Tite.

Neymar havia recebido críticas por parte da imprensa e da torcida por conta de sua atuação contra a Suíça, no empate em 1x1, quando sofreu 10 faltas e foi acusado de um certo individualismo em algumas jogadas. Contra a Costa Rica, o atacante teve uma jornada em que praticamente não faltou nenhum componente de muita emoção: em mais de 90 minutos, ele levou amarelo por reclamação ao árbitro, voltou a receber muitas faltas, discutiu com adversários, sofreu um pênalti que o juiz voltou atrás e anulou por causa do árbitro de vídeo - VAR, fez gol e chorou.