O Santos está sem técnico desde a última segunda-feira (23) [VIDEO], quando Jair Ventura foi demitido, por telefone, em razão do baixo desempenho que o time vinha apresentando. Ainda sem definir um nome, o alvinegro foi comandado na quarta-feira, no empate em 1 a 1 contra o Flamengo, pelo ex-jogador Serginho Chulapa e, no que depender do presidente José Carlos Peres, em breve um novo nome será anunciado.

O mandatário santista disse que tanto ele, quanto o diretor executivo Ricardo Gomes têm pressa para escolher o substituto de Jair Ventura e que a decisão não se baseará em questões políticas, apesar das opiniões de dirigentes terem peso na escolha.

Três técnicos estão fortemente cogitados para assumir o Peixe.

O mais cogitado é Zé Ricardo, que está sem clube desde que deixou o Vasco, ainda antes da Copa do Mundo. O treinador já era especulado em Santos ainda quando estava empregado e tem como ponto a seu favor o fato de se dar bem trabalhando com jovens jogadores, o que o Santos tem de sobra. Zé Ricardo sinalizou positivamente sobre a possibilidade de trabalhar no clube paulista e deverá fechar, caso chegue até ele uma proposta oficial. Por outro lado, membros da diretoria são contra sua contratação por considerá-lo com pouca experiência.

Dorival Júnior e Luxemburgo são sondados

Um velho conhecido que voltou à pauta da diretoria santista [VIDEO] foi Dorival Júnior, que já dirigiu o clube em duas oportunidades, a última no ano passado, quando acabou demitido.

O treinador está sem clube desde o final da primeira fase do Campeonato Paulista, quando foi mandando embora do São Paulo. Na primeira passagem pelo Peixe, ele foi campeão paulista e da Copa do Brasil.

Outro que também podo voltar a dirigir o clube é Vanderlei Luxemburgo, que também está especulado no Palmeiras, para o lugar do recém-demitido Roger Machado. Sua contratação é defendida por uma parte influente da diretoria alvinegra. O ex-técnico da Seleção Brasileira e que já chegou a dirigir o Real Madrid, está sem emprego desde quando foi demitido do Sport, em outubro do ano passado. Em recente entrevista concedida ao jornal “A Tribuna”, Luxemburgo disse que ainda não foi procurado pela diretoria santista.

Além desses três, outro profissional bastante cogitado foi Abel Braga, porém o treinador, que deixou o Fluminense durante a Copa do Mundo, recusou qualquer possibilidade de comandar algum time neste meio de ano sob a justificativa de que não pega trabalho pela metade.