Uma temporada, e nada mais. Essa foi a passagem do meia Paulinho no Barcelona da Espanha. Ao todo foram 49 jogos, com 9 gols marcados e dois títulos conquistados: a Copa da Espanha e a La Liga Santander (Campeonato Espanhol). Os 9 gols marcados fizeram de Paulinho o quarto maior goleador do time espanhol na temporada 2017-2018, atrás de Lionel Messi (45), Luiz Suárez (31) e do brasileiro Philippe Coutinho (10).

Paulinho chegou no Barcelona em agosto de 2017, contratado junto ao time chinês por 40 milhões de euros e tornou-se rapidamente uma das peças-chave do elenco do time catalão comandado pelo técnico Ernesto Valverde, sempre aparecendo entre a zaga adversária e marcando gols importantes.

Publicidade

O Futebol eficiente dentro de campo e a simplicidade com que leva sua vida encantaram os torcedores do barça e jornalistas esportivos espanhóis.

Além de brilhar no futebol espanhol, o meia foi fundamental no esquema do técnico da seleção brasileira, Tite, nas eliminatórias da Copa do Mundo. Na seleção, Paulinho é nome garantido desde 2011, e, em 55 jogos, marcou 13 gols.

No entanto, Paulinho não apresentou o mesmo futebol de outras jornadas, sendo um dos jogadores mais criticados após a derrota por 2 a 1 frente à Bélgica, que culminou na eliminação da Copa do Mundo.

O retorno ao futebol chinês

O anúncio sobre o retorno de Paulinho ao clube chinês, feito na tarde deste domingo (8), surpreendeu os amantes do futebol. O meia estava com a seleção brasileira na Rússia e retornou à Espanha apenas neste domingo, dia do anúncio de sua saída.

Em sua primeira passagem pelo Guangzhou Evergrande, da China, Paulinho foi fundamental nas conquistas dos Campeonatos Chineses de 2015 e 2016; a Liga dos Campeões da AFC de 2015, do Campeonato Asiático disputado pelos campeões das 14 confederações asiáticas; a Supercopa da China de 205 e 2016 e a Copa da China de 2016.

Publicidade

Ao todo foram 6 títulos em 2 anos no time, que tinha como técnico o gaúcho Felipão.

Paulinho disputou 95 jogos pelo time e marcou 28 gols, esses números comprovam a eficiência do meia. Estipula-se que a negociação com o Barcelona gira em torno de 50 milhões de euros. O barcelona pagou 40 milhões pelo atleta 1 ano atrás.

Entretanto o acordo entre os dois clubes é de empréstimo por 1 ano, após o término do empréstimo o clube chinês poderá efetivar a compra do jogador pelo valor estipulado.

O time chinês ofereceu o dobro do valor pago ao jogador em sua primeira passagem, que girava em torno de R$ 2 milhões e R$ 2,5 milhões por mês.