Exatamente quatro anos após fazer a falta que provocou o afastamento do atacante brasileiro Neymar da Copa de 2014, disputada no Brasil, [VIDEO] o lateral colombiano Camilo Zúñiga anunciou que está encerrando sua carreira profissional. O jogador afirmou que a decisão de deixar os gramados foi em razão de uma de uma lesão no joelho direito, que o deixou afastado dos gramados por mais de uma temporada.

O joelho machucado é o mesmo que atingiu o camisa 10 brasileiro, que acabou sofrendo uma fratura na terceira vértebra lombar. O lance aconteceu na partida das quartas de final da Copa passada [VIDEO], disputada no dia 4 de julho, no estádio Castelão, em Fortaleza, quando os brasileiros venceram por 2 a 1 e carimbaram a passagem para a fatídica semifinal, quando sem poder contar com seu melhor jogador, o time deu aquele vexame histórico no Mineirão ao perderem para a Alemanha por 7 a 1.

Para completar, na decisão de terceiro lugar o time dirigido por Luiz Felipe Scolari ainda perdeu por 3 a 0 para a Holanda na decisão de terceiro lugar.

“Foram muitos anos sofrendo, tentando voltar bem. Só eu sabia o que sentia”, disse o jogador colombiano de 32 anos, que na carreira defendeu os Siena, Napoli, Bologna, Watford e Atlético Nacional, este último que o revelou e onde ele agora encerra a carreira. O agora ex-jogador disse ainda que precisava tomar antinflamatórios e fazer infiltrações. O jogador havia retornando ao time de Medellín em janeiro, porém, por conta dos problemas físicos, conseguiu fazer apenas cinco partidas.

Ele disse ainda que os problemas começaram quando ele defendia o Atlético Nacional em sua primeira passagem, mas que eles se agravaram quando ele defendeu o Watford, entre 2016 e 2017.

Foi nesse período que o jogador começou a pensar na aposentadoria. Pela seleção da Colômbia, o jogador participou de 62 partidas, anotou um gols e ainda disputou a Copa de 2014, onde fez quatro jogos.

O Atlético Nacional ofereceu ao jogador um cargo na comissão técnica, porém Zúñiga disse que primeiro quer tirar alguns dias de férias antes de decidir o que fará no futuro.

Jogador ficou marcado por lance em Neymar

A entrada que provocou a saída de Neymar da Copa em 2014 fez com que Zúñiga ficasse conhecido como sendo um jogador violento e desleal. Porém não é dessa forma que ele é visto por companheiros de time.

Em entrevista dada ao site da ESPN Brasil, em 2015, o brasileiro Emílson Cribari, com quem jogou com ele no Napoli, disse que o colombiano é um atleta bem tranquilo dentro de campo. “É um cara muito tranquilo e parceiro, todo mundo dentro do vestiário gosta dele”, disse o ex-companheiro. “Pena que essa imagem ficou marcada. Foi uma fatalidade”, completou.