Não é de hoje que o atacante da seleção brasileira e do PSG vem chamando atenção nas quedas e encenações exageradas após receber uma falta. O assunto volta e meia repercute com força e, dessa vez, veio com tudo. Neymar [VIDEO] virou alvo predileto dos defensores adversários que gostam também de provocá-lo. O mundo Futebolístico se divide sobre o assunto.

Até o atual treinador da seleção brasileira, em 2012, condenou a situação e chamou de "mau exemplo". No entanto, uma contagem feita pelo diário RTS Sport, da França, apontou que o jeito teatral de Neymar após as faltas reduziram em 14 minutos o tempo de jogo do Brasil [VIDEO] nas quatro partidas na Copa, chamando mais atenção do que os seus dois gols.

Neymar sofreu 23 faltas nas quatro partidas da Copa, de acordo com a publicação. O atacante brasileiro ficou mais tempo no chão na segunda-feira contra o México. Foram cinco minutos e 30, numa partida em que o Brasil venceu por 2 x 0. A interrupção foi mais longa quando o ex-santista sofreu um pisão no tornozelo direito de Layun, aos 71 minutos, quando foram registrados quase dois minutos parados.

Por quanto tempo Neymar ficou parado na fase de grupos? Segundo o jornal, contra a Sérvia foi um minuto e 56 segundos; contra a Suíça foram três minutos e 40 segundos; e, contra a Costa Rica foram dois minutos e 44 segundos de paralisações em cima do camisa 10.

Tite já falou sobre o cai-cai de Neymar

Técnico da seleção e ex-treinador do Corinthians, Tite já vivenciou situação semelhante em 2012, quando o craque ainda despontava para o cenário da bola.

No clássico entre Corinthians e Santos pelo Campeonato Brasileiro, Neymar sofreu falta e no lance o juiz expulsou o jogador Emerson. Defensor de Neymar hoje, naquela época, o treinador não poupou criticas ao atacante e ficou bastante irritado. "Ele (Emerson) deu um carrinho imprudente. Aí o Neymar caiu e rolou. Quando o Emerson foi expulso, ele levantou e estava bom", frisou à época.

Chateado após a derrota para Santos por 3 x 2, na Vila Belmiro, o treinador ainda enfatizou: "Perder ou ganhar faz parte do jogo. Simular situação, levar vantagem, isso não é do jogo. Isso é mau exemplo pro garoto, pra quem tá crescendo, para meu filho", disse.

Confira o vídeo abaixo:

Próximo jogo

O Brasil entra em campo pelas quartas contra a Bélgica, nesta sexta-feira, 6, às 15 horas, na Arena Kazan. Mais cedo, abrindo a rodada [VIDEO], Uruguai e França jogam em, Nizhny Novgorod, às 11 horas.