A França [VIDEO] venceu a Bélgica por 1 a 0, nesta terça-fera, em São Petersburgo, e está na final da Copa do Mundo da Rússia. Os franceses esperam o vencedor do duelo entre Croácia e Inglaterra, que se enfrentam nesta quarta-feira (11), em Moscou.

O gol da França [VIDEO] foi marcado pelo zagueiro do Barcelona, Umtiti. Como a história tem suas coincidências, a semifinal d 2018 lembrou muito a semi de 1998. No mundial da França, os dois gol marcados pela seleção francesa no jogo que antecedeu a final foram marcados por Thuram. Umtiti foi eleito o melhor em campo na votação da Fifa.

"Muito orgulho, é verdade que trabalhamos muito, fizemos isso juntos, eu fiz o gol, mas nesta noite fizemos uma grande partida.

Estou orgulhoso de todos. Eu acho que eles fizeram um trabalho em 98 e estamos tentando criar nossa história", disse Umtiti.

Essa é apenas a terceira vez que os franceses irão para a final da Copa do Mundo. A primeira vez foi na Copa de 1998, em casa, contra o Brasil. A seleção comandada por Zidane foi campeã do mundo vencendo por 3 a 0. A outra final foi na Copa da Alemanha, em 2006. A derrota marcou o fim da carreira de Zizou, após a expulsão por um cabeçada em Materazzi.

O gol do zagueirão francês foi o de número 158 na Copa da Rússia. Em lances de bola parada, como o caso, foi o 72º, o que equivale a 46% do total de gols marcados no mundial.

Olhando pelo lado dos belgas, essa foi a segunda vez que eles caíram em uma semifinal de Copa do Mundo. A primeira vez foi no mundial de 1986.

A seleção da Bélgica nunca disputou uma final de Copa.

1º tempo

O primeiro tempo da partida entre França x Bélgica não teve gols, mas não deixou de ser muito agitada. O jogo tático se sobressaio nos primeiros 45 minutos iniciais, e ambos os técnicos tentaram surpreender o adversário com novidades nas escalações e jeitos de jogar.

A Bélgica foi mais incisiva no primeiro tempo e teve mais chances de abrir o marcador. O goleirão Lloris teve que trabalhar muito em um chute de Alderweireld. Depois, precisou de muita sorte ao ver um chute colocado de Hazard passar tirando tinta da trave.

A França apresentava um jogo mais objetivo. A oportunidade veio nos pés do lateral Pavard, após assistêcia de Mbappé.

2º tempo

A conversa no intervalo serviu para dar uma acordada no time francês. Aos 5 minutos de jogo, após escanteio batido por Griezmann, Umtiti subiu mais do que todo mundo e testou para as redes.

Os belgas precisaram se jogar para o ataque no segundo tempo. Os espaços dados pela seleção da Bélgica foram muito aproveitados por Mbappé e Griezmann, mas o gol não saiu.

A segurança defensiva francesa fez com que Lloris não tivesse muitas preocupações no segundo tempo. Lukaku esteve muito apagado durante todo o jogo e nem parecia o mesmo do jogo contra o Brasil.

História

O técnico da França, Didier Deschamps, vai poder entrar em um seleto grupo de campeões mundiais como jogador e treinador. Até o momento, apenas Zagallo e Franz Beckenbauer conseguiram o feito. O velho logo foi campeão nas Copas de 958/62 como jogador e 70 como técnico. Já o alemão conquistou a Copa de 1974 como jogador e 1990 como técnico. Deschamps era zagueiro no único título francês, em 1998.

Deu certo

Uma aposta do técnico Dider Deschamps pode ter mudado a história da seleção francesa nessa Copa do Mundo. O treinador começou o mundial dom Dembélé no time titular e Giroud na reserva. Já no segundo jogo, trocou um pelo outro e as coisas começaram a dar certo.

Giroud não tem lá tanto prestígio, mas deixou fora da Copa Benzema e Lacazette. O primeiro teve problemas pessoas com os colegas de seleção. Já o segundo foi apenas uma aposta pessoal de Deschamps.

A final da Copa do Mundo será realizada no próximo domingo (15), às 12h (horário de Brasília), em Moscou. No dia anterior, às 11h (horário de Brasília), os derrotados nas semifinais fazem a disputa do terceiro lugar, em São Petersburgo.