Ame ou odeie, Galvão Bueno é uma das figuras mais marcantes da crônica esportiva brasileira. O narrador da Rede Globo, sempre que está em uma transmissão de um jogo da Seleção Brasileira, ainda mais em época de Copa do Mundo, ou em de uma corrida de Fórmula 1, chama a atenção e vira assunto nas redes sociais. Muitos devem se perguntar por qual razão uma figura tão conhecida nunca foi vista em propagandas ou anunciando algum produto.

Existe uma determinação da Rede Globo que impede qualquer profissional da área jornalística da emissora em fazer comerciais ou outros tipos de publicidade. Porém, a medida irá mudar para os profissionais da área esportiva. Isso porque, desde 2016, a emissora decidiu separar o departamento de Esportes do Jornalismo, tornando possível então a aparição do próprio Galvão, como também de Fernanda Gentil, Tino Marcos, dentre outros, em peças publicitárias.

Algo semelhante ao ocorrido com Fátima Bernardes, quando trocou o jornalismo pelo entretenimento, se tornando uma das mais bem pagas da emissora em questão de publicidade.

A própria Globo já confirmou extraoficialmente a liberação dos profissionais da área de esporte, porém ainda fará um comunicado oficial. O colunista do portal UOL, Ricardo Feltrin, disse que esse processo ainda está em fase final de “estudos e testes”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol ESports

Isso irá atender a uma demanda antiga das estrelas esportivas da emissora.

Mesmo liberados para faturar “um extra” com propagandas, os globais terão que seguir uma série de regras que ainda serão definidas pela emissora. Antes de tudo, todas as propostas deverão passar pelo crivo da direção da casa, que decidirá então se elas poderão ou não ser aceitas. A emissora poderá até mesmo exigir que alterações sejam feitas nas peças.

Ainda de acordo com o UOL, o narrador Galvão Bueno já teve que recusar várias propostas para fazer propagandas por causa das restrições da emissora. Uma das ofertas chegou a girar na casa dos 3 milhões de reais.

Só faço para mim

Os 3 milhões de reais viram trocados se comparados aos 45 milhões que foram oferecidos a Silvio Santos alguns anos atrás e que foram prontamente recusadas pelo dono do SBT simplesmente pelo fato dele fazer apenas propagandas para suas empresas e produtos.

A revelação foi feita durante seu programa, domingo passado, quando o apresentador ainda afirmou que fazia propaganda para os outros quando era pobre e parou de fazer isso quando enriqueceu.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo